A cantora fala sobre a beleza dos corpos naturais, abrindo portas para artistas mais jovens, sua performance no Coachella e muito mais.

Após a edição de Rihanna ser revelada, a muito discutida reportagem de capa de Vogue de Beyoncé chegou. A cantora, que recebeu total controle editorial sobre a edição, selecionou o artista de 23 anos Tyler Mitchell para fazer as fotos, fazendo dele o primeiro fotógrafo afro-americano a filmar uma capa da Vogue.

“Até que haja um mosaico de perspectivas vindas de diferentes etnias por trás das lentes, continuaremos a ter uma abordagem estreita e uma visão de como o mundo realmente se parece”, escreveu ela sobre sua escolha em usar o olho de Mitchell.

Quanto à ideia por trás das filmagens, Beyoncé disse que queria celebrar seu corpo natural, como parte de aceitar sua figura mais completa depois de dar à luz aos gêmeos Rumi e Sir.

“Eu acho que é importante para as mulheres e homens ver e apreciar a beleza em seus corpos naturais”, disse ela. “É por isso que eu tirei as perucas e extensões de cabelo e usei pouca maquiagem para essa sessão.”

Mais tarde, ela investiga sua ascendência.

“Eu pesquisei minha ascendência recentemente e aprendi que eu venho de um proprietário de escravos que se apaixonou e se casou com uma escrava. Eu tive que processar essa revelação ao longo do tempo”, disse ela. “Eu questionei o que significava e tentei colocar isso em perspectiva. Agora acredito que é por isso que Deus me abençoou com meus gêmeos. A energia masculina e feminina foi capaz de coexistir e crescer em meu sangue pela primeira vez. Eu rezo para que eu seja capaz. para quebrar as maldições geracionais em minha família e que meus filhos terão vidas menos complicadas”.

Em outra parte, ela olha para os artistas que abriram caminho para sua própria carreira e assume a mesma responsabilidade pela próxima geração.

“Imagine se alguém não tivesse dado uma chance às mulheres brilhantes que vieram antes de mim: Josephine Baker, Nina Simone, Eartha Kitt, Aretha Franklin, Tina Turner, Diana Ross e Whitney Houston, e a lista continua”, disse ela. “Elas abriram as portas para mim e rezo para que eu faça tudo o que puder para abrir as portas para a próxima geração de talentos.”

Bey também falou sobre as intenções de sua performance no Coachella, que fez dela a primeira mulher negra a liderar o evento.

“Foi uma celebração de todas as pessoas que se sacrificaram mais do que poderíamos imaginar, que levou o mundo adiante para que pudesse acolher uma mulher negra a celebrar tal festival”, disse ela.

Você pode ler a entrevista completa na Vogue. Veja algumas fotos da sessão de fotos através do Instagram de Beyoncé, acima.