Revelação foi feita no novo documentário de Billie Eilish na Apple TV+

Apesar de sua ascensão meteórica ao estrelato em uma idade jovem, Billie Eilish ainda permanece uma adolescente, com problemas normais de uma pessoa neste faixa etária. Mesmo com fama mundial, milhões e milhões de dólares no banco e um momento que fez história como a segunda artista a varrer as quatro principais categorias do Grammy em uma noite, nada disso a impede de experimentar momentos que todo adolescente passa na vida, para melhor ou para pior. E seu documentário da Apple TV+ ‘Billie Eilish: O Mundo Um Pouco Embaçado’ captura tudo.

De seu primeiro coração partido a obter sua carteira de motorista e suas lutas com a saúde mental, o novo doc sobre Eilish, do cineasta RJ Cutler, leva você em uma jornada (muito longa), desde o primeiro momento em que ela se ouviu sendo tocada na rádio até aquele histórico Grammy Awards- intercalado com filmagens de shows suficientes para preencher um set inteiro.

A jovem cantora sempre foi aberta sobre seus problemas de saúde mental e usa suas canções como um diário para expressar seus sentimentos sombrios. Ela também usa um diário literal para expressar seus sentimentos sombrios, com muitas letras e ideias de videoclipes extraídas de suas páginas de vida. “As pessoas estão sempre tipo, é tão obscuro, tem música alegre”, diz ela. “Eu gosto, mas nunca me sinto feliz, então por que escreveria sobre coisas que não conheço? Eu sinto as coisas sombrias. Eu as sinto muito fortemente, e por que eu não falaria sobre elas?”

Eilish começa no final do filme sobre seus pensamentos suicidas e tendências de automutilação quando ela tinha 14-15 anos. Ela escondia navalhas em seu quarto e sempre tinha band-aids nos pulsos. “Eu estava literalmente me trancando no banheiro e sangrando porque achava que merecia”, diz ela.

Eilish também tem síndrome de Tourette, com muitos tiques físicos que são exacerbados quando ela está cansada ou estressada. Ela diz que uma vez quebrou um copo na boca porque mordeu involuntariamente com força, o que é um de seus tiques mais comuns.

A produção está disponivel agora para streaming na Apple TV+.