Bin revela que voltou a estudar

Bin faz revelação surpreendente.

Em apenas um ano, o rapper BIN ganhou fama no cenário do rap nacional. Com versos que vão do underground ao mainstream, ele lançou o álbum Para todas as mulheres que já rimei em setembro de 2020 e ultrapassou a marca de 400 milhões de plays no Spotify. Agora, o artista contou sobre as as próprias vivências e a ascensão que teve na carreira no novo EP Dono das esquinas. Com seis faixas e cinco parcerias, o projeto já está disponível em todas as plataformas digitais.

BIN também foi para as redes sociais informar para o público que irá voltar a estudar: “Me sentia na obrigação de voltar a estudar e voltei, fds”, revelou o rapper que  se destacou na cena underground do hip-hop ainda muito cedo. Com uma voz única e uma estética completamente diferente do que era visto na época, ele emplacou seu primeiro sucesso em 2018 com “Freestyle para a Faixa Rosa”. Hoje o rapper é um dos artistas da Mainstreet, uma das bancas que mais tem artistas fazendo sucesso no Rio de Janeiro.

Jovem rapper foi um dos destaque este ano

BIN já havia liberado duas prévias do novo projeto com o lançamento das faixas Rolex e Apê 1001 – a primeira com as participações de OIK e PL Quest e a segunda com a Ludmilla, sendo a música mais escutada da cantora no Spotify atualmente.

Partindo para as inéditas, em Carro forte, o rapper escreve com MC Cabelinho sobre a realidade da favela e como é o sentimento de ter feito sucesso vindo da periferia. Em Todo tímido, com Orochi, que também trabalha o romance com frequência em suas músicas, ambos mostram um lado apaixonado e vulnerável. A Uva, com Borges, tem um beat mais rápido e nela os rappers rimam sobre ostentação, dinheiro e a vida de fama.

Rico igual 50 Cent é a única faixa solo de BIN neste EP. Nela, o artista aborda o racismo presente na sociedade e canta sobre como a ascensão financeira e social de um homem preto pode incomodar muita gente. Nesta faixa o rapper também rima sobre romance e sedução.

Confira o anúncio do rapper:

Sair da versão mobile