Bullying de Kanye West contra Pete Davidson fez comediante entrar na terapia

Capa Kanye West e Pete Davidson

Foto: reprodução

Pete Davidson não aguentou o bullying de Kanye.

Pete Davidson teve que entrar para terapia de trauma devido a meses de bullying feito pelo rapper Kanye West. De acordo com a revista People, uma fonte próxima ao ex -ator do Saturday Night Live disse que ele está procurando tratamento para os ataques que sofreu enquanto namorava a ex-esposa de Kanye, Kim Kardashian. “A atenção e negatividade vindas de Kanye e suas travessuras são um gatilho para [Pete], e ele teve que procurar ajuda”, disse a fonte. “[Pete] não se arrepende de namorar Kim e quer deixar bem claro que ela o apoiou durante todo o relacionamento. Seguindo em frente, ele só quer se concentrar em sua carreira.”

Davidson e Kardashian começaram a namorar por volta de outubro de 2021, pouco depois de ela ter apresentado o SNL pela primeira vez. O casal decidiu se separar na semana passada, após cerca de nove meses de relacionamento. “Parte da razão pela qual eles se separaram foi por causa de suas agendas lotadas”, disse uma fonte. “Ambos viajam o tempo todo e foi difícil.”

Logo após o anúncio da separação, Kanye voltou ao Instagram com um post de jornal que dizia: “Skete Davidson morto aos 28 anos”. (Kanye deu o apelido ao ator cômico durante o auge do assédio.) Ao mesmo tempo, Kanye West também atacou o atual inimigo Kid Cudi usando o mesmo jornal falso. A manchete dizia: “Kid Cudi pretendia tocar no funeral, mas ficou com medo de jogarem garrafas”, uma referência à apresentação de Cudi no Rolling Loud Miami, que terminou com Cudi saindo do palco após ser atingido no rosto com uma garrafa.

Kanye e Cudi estão em desacordo há algum tempo. Em fevereiro, ele atacou Kid Cudi por causa de sua amizade com Davidson, depois voltou a mirar o jovem de 28 anos e o acusou de ter um caso com Hillary Clinton. Isso foi apenas a ponta do iceberg, no entanto. Kanye também decapitou uma versão em claymation de Davidson no clipe de “Eazy” e o enterrou vivo. Mas, como a fonte disse ao canal, Davidson “não se arrepende”.

Sair da versão mobile