Chadwick Boseman e Kobe Bryant planejaram trabalhar juntos em 2020 durante última conversa

82

A última conversa entre Kobe Bryant e Chadwick Boseman foi inacreditável.

Do número sem precedentes de mortes pelo coronavírus nos Estados Unidos às mortes injustas pela polícia de negros desarmados, 2020 certamente foi um ano difícil, e com inúmeras mortes inesperadas em toda a indústria do entretenimento, Hollywood não saiu ilesa. Em fevereiro, a estrela de Love Island, Caroline Flack se suicidou, e em julho, a ex-estrela de Glee, Naya Rivera, se afogou enquanto andava de barco com seu filho de 4 anos. Infelizmente, a lista é longa.

Mas foi a morte da lenda da NBA Kobe Bryant em janeiro de 2020 que primeiro abalou o público em seu núcleo. Bryant, sua filha Gianna de 13 anos e sete outros passageiros morreram quando seu helicóptero caiu nas colinas de Calabasas, Califórnia. Agora, meses depois, a comunidade negra perdeu outro ícone, Chadwick Boseman do Pantera Negra. O ator sucumbiu à batalha de anos contra o câncer de cólon em 28 de agosto de 2020, mas Boseman nunca falou de sua doença publicamente e continuou a trabalhar apesar da dor, tornando a perda especialmente chocante e angustiante para os cinéfilos em todo o globo.

Após sua morte, os fãs começaram a revisitar as antigas entrevistas de Boseman. Uma história particularmente assustadora que veio à tona foi uma conversa entre Boseman e Bryant. A conversa final deles pinta um quadro assustador de dois talentos insubstituíveis que morreram cedo demais.

Embora seja mais conhecido por seu tempo com o LA Lakers, o jogador de basquete Kobe Bryant também era um artista talentoso. Bryant era tão talentoso, na verdade, que seu filme,  Dear Basketball, ganhou o Oscar 2018 de melhor curta de animação. Foi naquela noite que Bryant e o ator Chadwick Boseman começaram a conversar.

Em The Shop: Uninterrupted, da HBO , um talk show com produção executiva de LeBron James, Boseman abriu a conversa final com Bryant. “Ele não é alguém de quem eu era o melhor amigo ou que eu conhecia muito bem. Mas o mais louco é que, nessas quatro conversas, parecia alguém que eu conhecia muito bem”, explicou a estrela do Pantera Negra. “Foi uma loucura porque estávamos sentados na festa falando sobre filosofia e poesia”, continuou Boseman. “Ele estava tipo, ‘É disso que estou interessado agora como artista, não como jogador de basquete.’ Começamos a conversar sobre isso, eu pensei ‘Ei, devemos fazer algo juntos.’ ”

Boseman acrescentou que quando perguntou a Bryant quando gostaria de começar a trabalhar em um projeto juntos, Bryant disse em dois anos. Infelizmente, eles nunca tiveram a chance, pois os dois faleceram em 2020, o ano proposto para sua colaboração. Agora resta adivinhar o que eles poderiam ter feito juntos, mas se seus registros forem uma indicação, é seguro dizer que teria sido algo ótimo.