Como a Nike ajudou Steve Jobs salvar a Apple

Em 1997 a Apple era vista de uma forma ultrapassada, Steve Jobs mudou isso inspirado na Nike

Muitas empresas em 1997 via Apple de uma forma ultrapassada, isso, por conta das altas dividas da empresa e seu grande risco de fechar as portas. Essas dividas vieram após um longo investimento em microcomputadores pessoais que acabaram se perdendo no mercado de tecnologia logo depois que a Microsoft lançou seus próprios micros. Steve Jobs dono da Apple, rápido pensou em como tirar a grande marca daquela situação desesperadora.

Jobs convocou uma reunião com os funcionários da companhia para discutir novos projetos e, a partir desse encontro hoje a Apple é avaliada no mercado no valor de 2,3 trilhões de dólares. De pequenos computadores para grandes celulares, relógios e fones de ouvido. Todos nós sabemos o sucesso que está fazendo a marca que em breve irá lançar o novo iPhone 13, um dos celulares mais caros, mas, também tecnológico. Confira informações sobre o novo smartphone da Apple. 

Foto: Wikimedia Commons

Antes da reunião Steve Jobs tinha como objetivo tornar a marca valiosa novamente e desejada no mercado. Para isso, fez uma breve analise de mercado e observou que a Nike estava fazendo algo espetacular para vender seus produtos e se tornar uma marca tão desejada. Inspirado na grande empresa conhecida por seus tênis confortáveis e de grande durabilidade Steve começou a reunião.

“A Nike vende uma commodity; eles vendem tênis. Ainda assim, quando você pensa na Nike, você sente algo diferente do que sente ao pensar numa companhia de calçados. Nas publicidades deles, vocês sabem, eles nunca falam sobre os solados especiais, e como os solados deles são melhores que os da Reebok. O que a Nike faz nas propagandas deles? Eles prestigiam grandes atletas e prestigiam um estilo de vida ligado aos esportes. É isso o que eles de fato fazem”.

Ou seja, em vez de ficar falando das qualidades técnicas dos produtos da Apple, a lição aprendida por Jobs com os comerciais da Nike é a de apostar num marketing pensado no futuro. E foi assim que a marca se tornou valiosa no mercado tecnológico novamente.

Sair da versão mobile