DJ Caique alerta para valorização das mulheres e pessoas trans no Rap

DJ Caique fez um trabalho mega importante para a cena

DJ Caique, um dos produtores mais respeitados na cena do rap, lançou no ano passado o álbum chamado “Força Motriz” que é conta apenas com mulheres e pessoas trans. O produtor foi bastante elogiado pela ação de dar mais visibilidades para pessoas que sempre foram silenciadas no meio do rap. Dj Caique escolheu uma verdadeira seleção.

Apesar da ideia brilhante, ele ficou na bronca com algumas pessoas que, segundo ele, não apoiam esse projeto e as mulheres e pessoas trans no Rap, e só falam sobre o assunto agora na época do BBB para conseguir curtidas e engajamento: “Lancei um disco só com mulheres, travestis e pessoas trans, e quem falou algo, apoiou ou divulgou?! Mas na hora de militar sobre o assunto que acontece no BBB vão correndo falar pra ganhar like nos posts….”, desabafou.

Em novembro, Caique já tinha disparado sobre isso: “Posso contar nos dedos de uma mão os artistas da ‘cena’ que tem já um reconhecimento e que divulgaram o disco novo que eu lancei, e nem é por mim, e sim pela causa e pelo projeto em si. Vários batem no peito pra falar de HIP HOP mas não vivem isso na prática”, disse o produtor.

DJ Caíque  é referência na produção musical nacional desde que iniciou sua trajetória no RAP como DJ nos anos 2000, produzindo seus próprios beats o profissional vem trabalhando em projetos expressivos até os dias atuais em colaborações com inúmeros artistas como por exemplo: MV Bill, Rashid, Projota, Djonga, Nocivo Shomon, Rodrigo Ogi, Coruja BC1 e muito mais.

Confira o post abaixo: