Doja Cat aborda mais acusações de racismo durante live no Instagram

29

Doja Cat voltou a falar sobre as alegações relacionadas a racismo sobre ela no Twitter

“Como qualquer empresa, como qualquer conglomerado, haveria muitas pessoas tentando proteger o que está acontecendo”, disse Doja Cat durante a live no Instagram na segunda-feira, como visto no vídeo abaixo. “E é exatamente isso que estávamos tentando fazer. Então, eu vou desmascarar tudo. Tenho pontos”

Sobre o tema “auto-ódio”, Doja Cat disse que evita as mídias sociais e também explicou seus comentários anteriores sobre cabelos. “Eu vi tweets sobre mim”, disse ela. “É um vídeo, nem sou eu. São meus amigos me ajudando a ver através do Twitter com um filtro. Eu não estou no Twitter. Essa merda machuca meus sentimentos. Ver as pessoas me atacarem. Ver as pessoas atacarem o meu personagem. Assim como para alguns de vocês, não seria bom para mim, então evito as mídias sociais. Meus amigos olhavam para as mídias sociais e me diziam o que estava acontecendo. Eu sei exatamente do que vocês estão falando no que diz respeito ao ódio próprio. Eu tinha um vídeo meu falando sobre o meu cabelo. Eu tenho muitos problemas para cuidar do meu cabelo… Muitos dos meus amigos concordam que quem tem cabelo como o meu tem dificuldade em cuidar dele. Eu acho que o erro pode ter sido dizer em uma plataforma social, em público.”, afirmou Doja.

Dirigindo-se a uma música que apareceu na qual o termo ofensivo “Dindu Nuffin” foi usado, Doja elaborou seus comentários anteriores sobre seu uso. “Para quem se machucou usando esse termo quando o usei, foi porque eu estava em salas de bate-papo o tempo todo e eu estava meio trancada e eu sempre estava lá lidando com pessoas que vinham me atacar, falando sobre diferentes calúnias, outra após outra”, disse ela. “O termo que eu usei na música foi o que aprendi naquele dia. As pessoas estavam me atacando para todo o lado”

Elaborando ainda mais, Doja Cat acrescentou: “Foi meio que retroceder e apenas dizer foda-se essas pessoas. A música, no entanto, eu concordo. Talvez a pior música do mundo inteiro. Não é boa. Liricamente perdida. A pior música. As letras da música não fazem sentido. Vejo algumas das interpretações das letras. Muitas delas estão erradas. Posso reescrever as letras para vocês. Não sei o quanto isso é importante, mas se você precisar, eu posso. Mas essa música não tem nenhuma relação com a brutalidade policial ou com Sandra Bland.”

Apesar de chegar ao topo da Billboard recentemente e continuar no Top 3 com seu remix para “Say So” ao lado de Nicki Minaj, Doja Cat está enfrentando muitas acusações on-line por seus erros do passado e quase todo dia sofre tentativas de “cancelamento”. Veremos como ela vai passar por tudo isso.