O novo álbum de Eminem, “Music To Be Murdered By”, continua sua série de controversas.

Nas primeiras horas desta sexta-feira (17), Eminem surgiu com um novo álbum intitulado, “Music To Be Murdered By”. O projeto surpreendeu por chegar sem aviso prévio, mas como era de se esperar, o veterano rapper usou suas músicas para expor suas queixas. Entre seus alvos estava Lord Jamar, que vinha atacando Eminem indiretamente ao longo dos anos.

Em “I Will”, Eminem mira diretamente em Lord Jamar mais uma vez . Em já fez isso em seu álbum Kamikaze, enquanto Lord Jamar continuou a falar do nativo de Detroit durante entrevistas na TV Vlad.

“Sou mais do que você esperava e sou muito pior do que uma barra de quarenta e poucos versos de Lord Jamar / Nada significa mais do que respeito, então quando eu xingar / Você poderia dizer: Eu jurei proteger / Minha imagem, não tenho tempo ou respeito por isso / eu nunca tive, reivindicando ser dono do rap quando ele não é seu / se fosse a casa de alguém, G Rap e Rakim fariam você esfregar o chão / Run-DMC faria você limpar as pias / Sim, seu grupo estava na corrente, mas você era o elo mais fraco.”

Os versos são em referência à afirmação de Jamar de que Em é um convidado na casa do hip-hop. Claramente, isso pesa na mente de Eminem há um bom tempo. 2020 será o ano em que eles colocarão suas diferenças de lado? Provavelmente não.