Homem gritou “Allahu Akbar”, frase geralmente proferida por fundamentalistas antes de um ataque

Um dos filmes mais polêmicos do anos sem dúvida é “Coringa”, estrelado pelo ator Joaquin Phoenix. Em menos de um mês estreado, a produção já rendeu boas discussões sobre a violência no cinema e obrigou muitas salas americanas a reforçarem a segurança dos estabelecimentos, tendo em vista o risco de tiroteios e outros tipos de ataques terroristas. 

Algo que para muitos soou como se fosse um atentado chegou a ocorrer em Paris, na noite de ontem, durante a exibição do filme. Segundo informações do renomado site The Hollywood Reporter, um homem de 34 anos gritou “Allahu Akbar” de dentro da sala de cinema, assustando todos os espectadores, que chegaram a evacuar a local após o ocorrido. 

+Ator da série “Um Maluco No Pedaço” morre aos 72 anos

+The Weeknd fará estréia no cinema em filme de Adam Sandler

O medo foi grande sobretudo pelo fato de a frase proferida pelo homem ser a mesma dita por fundamentalistas islâmicos antes de um ataque terrorista, significando “Deus é bom”. Apesar da brincadeira de mau gosto, a situação foi normalizada alguns minutos depois, após a chegada da polícia e inspeção da sala de cinema. 

Algumas das pessoas presentes na exibição também disseram que além do homem havia dois ladrões tentando roubar os celulares e carteiras do público, o que indicaria um golpe. “Foi totalmente assustador. As pessoas pulavam de seus assentos e uma mulher caiu no chão do corredor”, contou um espectador presente no local.