Fã processa Lil Yachty após ser agredido pelo rapper e perder o Rolling Loud

355

Lil Yachty está sendo processado por agressão por um fã que foi espancado pela equipe do rapper na Rolling Loud em 2019.

Lil Yachty está sendo processado pela surra que sua equipe causou em um homem no Rolling Loud Los Angeles. A luta aconteceu no Rolling Loud em dezembro de 2019, poucos dias após a morte do Juice WRLD. Caso não se lembre, foi planejada uma homenagem ao falecido rapper, que atraiu uma grande multidão de fãs, mas, infelizmente, um homem não pôde ficar para o show.

Jimmy Quivac, que estava lá para assistir ao tributo, está processando Lil Yachty por agressão, alegando que o rapper e sua equipe o espancaram quando ele entrou no recinto do festival. Documentos judiciais explicam que Quivac estava andando sozinho quando notou Lil Boat e sua equipe perto da entrada.

Ele teria tentado manobrar ao redor deles para chegar a um dos estágios, quando acidentalmente esbarrou em um membro da equipe de Yachty. Os documentos afirmam que alguém começou a gritar com Quivac antes que Yachty supostamente desse um soco. Nesse ponto, as coisas ficaram feias com toda a sua equipe juntando-se ao rapper, pisoteando e chutando o homem. Quivac está processando por agressão, bem como por sofrimento emocional.

Enquanto isso, Lil Yachty afirmou repetidamente que ele não iniciou a luta. “Eu não sou uma pessoa problemática. Eu não brigo do nada com as pessoas”, disse ele quando inicialmente reagiu ao surgimento da história no ano passado.