Familiares de vítimas do festival de Travis Scott se irritam com entrevista do rapper

Capa Travis scott

Foto: Rick Kern / Getty Images

O advogado de Travis Scott disse que ele insistiu em dar a entrevista

A mais de um mês da tragédia no festival Astroworld, Travis Scott ainda não está com uma boa relação com o publico, um exemplo disso foi esse fim de semana com bastante agitação. Para tentar oferecer as condolências as famílias e falar sobre seu papel nas mortes e ferimentos que ocorreram, Travis se sentou para uma entrevista com Charlamagne Tha God no início desta semana, sua primeira aparição diante das câmeras desde que a grande tragédia aconteceu em seu festival.

Na entrevista, Travis não aceitou a culpa pela perda de dez pessoas, mas afirmou que estava determinado a garantir que nada assim jamais aconteceria em um show. Isso não foi bom o suficiente, de acordo com os advogados das vítimas de Rudy Peña e Axel Acosta. Ambas as famílias dessas vítimas estão processando Scott. O advogado de Peña falou com TMZ e disse que a entrevista não trouxe nenhuma cura para a família, e que eles pensaram que Scott não estava assumindo a devida responsabilidade.

Foto: reprodução

“Para a família de Rudy, isso não os curou… A família recentemente visitou Houston, o local do memorial (de Rudy), no último domingo, e quase ficamos inconsoláveis. Não nos encontramos com o Sr. Scott, e nem mesmo fomos considerados neste momento… Em minhas discussões com a irmã de Rudy, Jennifer Peña, ela sente que essa pessoa (Scott), em última análise, independentemente do que ele está dizendo em uma entrevista de 51 minutos, tem um histórico de encorajar, promover, buscar e incitar comportamentos em seus eventos que são perigosos e podem ser potencialmente fatais”.

Tony Buzbee, o advogado da família de Axel Acosta, não acredita que Travis tenha sido sincero em sua resposta a tragédia. “Axel Acosta e muitos outros mortos ou feridos são as vítimas. Travis Scott, sua equipe, manipuladores, promotores, gerentes e todos os outros que o capacitaram são o problema. Tudo o que Travis Scott fez ou disse desde que dez pessoas morreram e centenas de outras ficaram feridas em seu show foi orientado por advogados e calculado para transferir a culpa dele para outra pessoa”.

O advogado de Travis Scott, Ed McPherson, afirma que Travis estava determinado a dar a entrevista porque queria fazer parte do processo de cura das famílias envolvidas: “Isso foi tudo o que Travis quis. Ele insistiu nisso. Ele está querendo falar com seus fãs, o público em geral, as famílias. Ele tem tentado chegar às famílias, e esta é a sua maneira de fazer isso e dizer que leva isso a sério… Ele só quer que saibam que ele ainda está disponível e quer ajudar”.

Travis Scott e os organizadores do evento enfrentam atualmente um processo de US$ 10 bilhões de mais de 1.500 participantes, então certamente Travis está fazendo tudo ao seu alcance para se proteger antes de ir ao tribunal.

Sair da versão mobile