Filipe Ret pode ter debochado de Baco Exu do Blues em verso do Poesia Acústica 9

120

Nessa sexta-feira (10), a Pineapple lançou o aguardado “Poesia Acústica”, a 9° edição do projeto conta com participação de Djonga, Filipe Ret, Xamã, Lourena, Chris, L7NNON e Cesar MC. Com uma hora de lançamento, o projeto bastante aguardado conta com mais de 400 mil visualizações e deve ultrapassar a marca de 1 milhão em 24 horas.

Um dos destaques do projeto é o verso do rapper Filipe Ret, que também chamou atenção por outro motivo. O artista carioca parece mirar os rappers Diomedes Chinaski e Baco Exu do Blues em um trecho do seu verso. “Tô deixando que o bobo se queime, Os que tentaram falar: um tirou o som do ar, os outros são peso morto no game” rima o rapper. Após publicarmos que  Djonga teria mirando o Youtuber Felipe Escudero, muitos apontaram que Ret teria soltado um verso para os dois artista nordestinos, e existe motivo para isso.

Caso você não se lembre, Felipe Ret foi um dos citados na diss “Sulicídio”, música de Baco e Diomedes Chinaski.  Em “Sulicídio”, Baco rimava: “não é comendo traveco que se vira fenômeno / Alguém avisa pro Ret”. Desde então, Felipe Ret nunca respondeu a faixa diretamente, sendo este verso no Poesia Acústica o mais próximo de uma resposta.

A carreira dos dois artistas nordestinos tomaram proporções diferentes. Depois que Baco conquistou um público amplo, ele decidiu excluir a diss de seu canal no Youtube, algo que na época foi bastante criticado por Diomedes Chinaski, que até hoje não conseguiu conquistar o mesmo sucesso em comparação ao seu conterrâneo. Recentemente o artista lançou o álbum “Crocrodilo Boy”, que acabou não fazendo números expressivos. Dito isto, a rima de Filipe Ret encaixa perfeitamente com a situação, o que fez os fãs acreditarem que isso é uma resposta aos artistas.

Confira abaixo.