Seguir

Filme sobre origem do Planet Hemp deve ser lançado neste ano.

Trama vai se iniciar cerca de um ano e meio antes da criação da banda e terminar um pouco antes da gravação do disco Usuário.

A origem do Planet Hemp vai virar filme e deve estrear ainda este ano, no mês de outubro. A produção já dura nove anos e tem o título provisório de Legalize Já. O projeto já teve dois nomes: Anjos da Lapa e Meu Tempo é Agora. O nome (se for confirmado) é emprestado de um dos maiores sucessos da banda carioca.

“Acho Legalize Já forte, um pé na porta para o momento que estamos vivendo. Já chamo o filme por esse nome, mas ainda não batemos o martelo”, disse o diretor do longa Johnny Araújo em entrevista ao site UOL. “O filme é sobre a luta de liberdade de expressão, o direito que as pessoas devem ter para viver decentemente. Ter o mínimo de cidadania”.

O filme vai contar a historia da parceria entre Marcelo D2 e Skunk. Que resultou na criação da banda no inicio da década de 90. Skunk fez parte da primeira formação do Planet Hemp que contava ainda com Rafael Crespo (guitarra), Formigão (baixo), Bacalhau (bateria) e o próprio D2Skunk veio a falecer em 1994 em decorrência da AIDS. No seu lugar na banda entrou BNegão.

Além de focar na amizade de D2 e Skunk, o filme vai mostrar os primeiros shows do Planet Hemp no Rio de Janeiro e em São Paulo nos anos 90.

Marcelo D2 será interpretado por Renato Góes e Skunk será vivido por Ícaro Silva. Além de Jhonny AraújoGustavo Bonafé também assina a direção do longa. A produção é de Paulo Schmidt da Academia Filmes.