Gravadora de Travis Scott deve US$180 mil para produtora pelo vídeo de “Wake Up”

432

A produtora também afirma que a Epic Records os está colocando na “lista negra” da indústria.

Kanye West pode ter razão. Não é nenhum segredo que as gravadoras têm lutado nos últimos anos conforme a indústria muda e é ainda mais conhecido que as gravadoras às vezes se abstêm de pagar às pessoas por seu trabalho.

Agora, a Smuggler, a empresa que foi contratada pela Epic Records para produzir o videoclipe “Wake Up” de Travis Scott, está entrando com um processo contra a Epic alegando que a gravadora ainda lhe deve US$ 187.255 que eles supostamente se recusam a pagar.

O custo total do vídeo foi de US$ 749.000. A Epic supostamente tentou barganhar o preço para US$ 600.000, mas aparentemente cedeu após pagar a primeira parcela de US$ 561.766. A gravadora ainda não acertou sua conta com uma segunda parcela e está dizendo que é porque não gostou do vídeo.

A gravadora alegou que faltavam efeitos no vídeo que não estavam descritos em seu contrato e tentou cancelar o acordo apesar do fato de o vídeo ter sido lançado por um mês e a equipe de Scott estar unanimemente feliz com os resultados.

Além disso, a Smuggler alega que a Epic está ativamente engajada em colocá-los na “lista negra”, “um fato que a empresa descobriu em agosto de 2020, quando os diretores“ inexplicavelmente retiraram-se ”de duas produções que a Smuggler estava concorrendo”, afirmam os documentos do tribunal.

Se você está com saudades, pode conferir o vídeo em questão abaixo. Esperamos que a produtora recebe o que é devido por seu bom trabalho.