Helio do Dnasty manda o papo reto sobre fala racista de Meno Tody

“Eu realmente sou um nerd de dread e tipo, minha família, fãs e amigos se orgulham disso. Luanda se orgulha disso”

Se você curte rap nacional com certeza já deve ter ouvido falar do DNASTY, os irmãos de Luanda que começaram fazer bastante sucesso no Youtube e agora tem uma carreira de destaque no mundo do Trap. Os jovens ganharam a internet mostrando carisma e Talento. Com um canal com 477 mil inscritos, os irmãos misturam reacts (que chegam até 500 mil visualizações) e músicas autorais (que chegaram a 2,3 milhões de visualizações) já tendo assinado músicas com grandes nomes da cena, como L7nnon, Papatinho, Konai, Neo Beats e muito mais.

Nos últimos dias grande parte dos artistas de Hip Hop criticaram a fala do rapper Meno Tody, onde ele disse que quem usa dread é ‘loka nerd’ e afirmou que trouxe estética do Trap ao Brasil. As duas falas geraram bastante críticas de fãs e rappers, que não gostaram nada da fala racista que o rapper teve. Um dos nomes que comentaram o assunto foi o rapper Hélio, integrante do duo. Ele foi até as rede sociais aonde fez diversos tweets fazendo alusão a fala racista de Meno Tody.

“Aquela cena de Cidade De Deus “enche o cu de maconha e fala merda” se aplica pra cada coisa que eu vejo por aqui…” começou o jovem artista, com um emoji de um boneco com a mão na cabeça. Ele então continuou, citando diversos exemplos de rappers que tocam na favela, algo que Meno Tody tinha dito que não existia. Matuê toca na favela, Caveirinha toca na favela, Recayd toca na favela… Alem de diminuir elementos da cultura negra, oq o real traper falou não faz sentido. E outra, eu vi o Gxlden fazer tudo isso antes dele. Ok, n toco mais nesse assunto, não me marquem. preto tem que compôr pra caralh*, ter voz foda, estética braba, inovar toda hora, ter posicionamentos 100% corretos o tempo todo, fazer malabares e muito mais, pra ganhar o mesmo que o artista branco ganha fazendo algo genérico e falando uma pa de merda… isso numa cultura negra.” disse o artista de “Fanta”.

“Eu realmente sou um nerd de dread e tipo, minha família, fãs e amigos se orgulham disso. Luanda se orgulha disso, Ilha do Governador se orgulha disso. Pretos se orgulham ao ver um nerd de dread. Mais representatividade pra cultura do q qualquer branco de fuzil na mão. Precisamos de pretos de dread, black, trança etc com faculdade mesmo pra ver se pelo menos assim eles param de nos olhar como bandidos” finaliza Helio.

Vale lembrar que a dupla Dnasty lançou recentemente a música “Bad Boy”, que você pode conferir abaixo juntamente com os tweets de Helio.

 

 

 

Sair da versão mobile