Johnny Depp é processado por agressão no set de filmagem do filme de Tupac e Biggie

32

Um membro da equipe do filme afirma que o ator lhe deu um soco.

Outra pessoa, além da ex-mulher de Johnny Depp, Amber Heard, está tentando levar o aclamado ator ao tribunal. Em 2018, Depp estrelou o filme Cidade das Mentiras ao lado de Forest Whitaker. No filme, Depp interpretou o detetive Russell Poole, do Departamento de Polícia de Los Angeles, que investigou os assassinatos de Tupac Shakur e Christopher “Notorious BIG” Wallace.

Um mês antes de o filme chegar aos cinemas a produtora do longa abriu falência, com isso o lançamento foi cancelado e a produção arquivada. Embora não tenha havido nenhum anúncio adicional sobre uma data de lançamento mundial, isso não impediu o filme de chegar às manchetes. No início deste ano, um membro da equipe do filme chamado Gregg “Rocky” Brooks entrou com uma ação contra Depp alegando que o ator o socou duas vezes nas costelas quando Brooks tentou impor as restrições de certas permissões.

De acordo com o The Blast, novos documentos afirmam que Brooks está pedindo US$ 70 mil para Depp, mas Depp não concorda. O ator afirma que o ataque nunca aconteceu e Brooks não pediu despesas médicas. Brooks está buscando indenização por perda de salário.

Depp também quer que o caso seja transferido para um tribunal inferior, algo contra o qual Brooks é inflexível, porque se isso for feito o máximo que a suposta vítima poderia levar para casa seria de US$ 25 mil.