Justiça Americana indica que Young Thug está envolvido em tentativa de assassinato contra Lil Wayne em 2015

Onibus da turnê de Weezy ficou cravejado de balas.

Em 2015, foi relatado que o ônibus de turnê do rapper Lil Wayne foi alvejado por balas em Atlanta. Na ocasião, de acordo com o TMZ, a troca de tiros aconteceu um pouco depois das 3h30m da madrugada, quando dois ônibus da turnê saíam da casa de shows. O rapper e outros artistas estavam nos ônibus, mas ninguém ficou ferido.

Naquele ano, Wayne e sua equipe teriam se envolvido em um desentendimento ou discussão no Club Compound, então eles embarcaram em seu ônibus de turnê e seguiram seu caminho. Quando chegaram à rodovia 85 em Atlanta, vários tiros foram disparados contra o ônibus e, mais tarde, um homem chamado Jimmy Winfrey foi preso. O associado da YSL, admitiu ter atirado no ônibus de turnê de Lil Wayne, mas sua condenação foi posteriormente anulada. Agora, com a justiça americana avançando contra Young Thug e membros da YSL, o caso volta a ganhar destaque novamente, já que a justiça indica que Thug teria uma participação no caso.

Foto: reprodução

Segundo relatos, o mandado de Winfrey afirmava que ele cometeu o crime porque queria provar sua posição com sua gangue atirando em um rival do rap. Embora Winfrey tenha se declarado culpado de várias acusações e tenha sido condenado a 20 anos, sua equipe argumentou mais tarde que um juiz influenciou sua decisão. Sua condenação foi posteriormente anulada e Winfrey foi solto, mas durante a investigação sobre o tiroteio no ônibus Wayne, os nomes de Young Thug e Birdman foram listados nessa acusação como co-conspiradores, mas eles nunca foram acusados.

Surpreendentemente 28 pessoas, incluindo Thug e Gunna, foram listadas em uma longa acusação em um caso RICO, que alega a que YSL é, segundo os promotores, uma “gangue criminosa de rua” que tem ligações com assassinato, assalto à mão armada, obstrução, adulteração de testemunhas e o complô para matar YFN Lucci enquanto o rapper estava atrás das grades, e uma delas envolve o ataque contra Lil Wayne.

De acordo com o The New York Times, o tiroteio no ônibus de Lil Wayne foi incluído na recente acusação envolvendo Winfrey e sua suposta afiliação com YSL. Não está claro até que ponto isso desempenhará um papel no caso geral, mas intensifica ainda mais o caso contra Thugger, Gunna e outros 26.

Sair da versão mobile