Kanye West assume que falou mal e tinha ciúmes da carreira que Virgil Abloh conquistou

Kanye West disse que, ao mesmo tempo, também amava o designer.

O rapper Kanye West revelou que odiava os designs e tinha ciúmes de Virgil. O designer foi diretor artístico masculino da Louis Vuitton e ex-protegido do rapper, mas faleceu em 2021 aos 41 anos. Kanye revelou que o admirava e tinha ciúmes da carreira que ele conquistou, embora odiasse seus designs.

Kanye disse ao canal francês Clique TV que tinha um acordo para ser executivo da Luis Vuitton e depois de tudo estar certo, eles desistiram do acordo e convidaram Abloh: “Ninguém sabe que Bernard Arnault [diretor executivo da LVMH] me ofereceu o acordo. Ninguém sabe que o acordo foi fechado. Eu costumava me chamar de ‘Louis Vuitton Don’. Três meses depois disso, eles desistiram do negócio. Assinar com Virgil me fez sentir muita dor e ciúme”.

Capa Travis Scott e Virgil Abloh
Foto: Getty Images

Kanye também compartilhou capturas de tela de mensagens entre ele e o diretor criativo da Supreme, Tremaine Emory, no Instagram. Nas mensagens, Tremaine repreendeu Kanye por como ele tratou Virgil durante os últimos meses de sua vida, enquanto ele lutava secretamente contra o angiossarcoma cardíaco, uma acusação que ele fez publicamente nesta semana.

Kanye escreveu: “É bom ouvir de você… Eu odiava os designs de Virgil e você também. Se você amava tanto os designs dele, por que você e Luka não o usavam? Christine me disse que ele não tinha câncer e eu acreditei nela. As pessoas não me falavam as coisas”explicou o rapper. Tremaine respondeu: “Eu disse que ele tinha câncer. Você é tão cheio de merda.”

Kanye disse: “Virgil nunca disse nada para mim. Passei a maior parte do tempo da minha vida com minha mãe, com Kim [ex-esposa de Kanye, Kim Kardashian] e com Virgil. Eu só contratei você porque a LVMH levou Virgil… E eu amo o jeito que você se veste e sinto sua falta (sic).”

Tremaine argumentou de volta, dizendo: “Eu te disse que via você voando para todos os lugares, menos em Chicago, para verificar se ele estava bem… Não, você demitiu Virgil. Ele trabalhou por anos antes do emprego da  Louie… “. Kanye então admitiu que estava com ciúmes de Virgil, mas insistiu que amava o falecido designer.

Ele disse: “Eu cometi erros. Eu briguei com Virgil, me senti traído e enganado por Virgil. Eu senti que ele deu a Drake o relógio de diamante verde apenas para foder comigo. Mas eu amo Virgil também e eu sinto falta dele e sinto falta da minha família. Eu também queria pedir desculpas a Shannon [esposa de Virgil] por tirar a maior parte do tempo do marido dela e de seus filhos. E obrigado por me deixar ficar perto desse humano incrível por tanto tempo. Minha vida mudou para sempre com Virgil, assim como a dele foi mudado para sempre pela minha vida. Eu o amava como meu amigo e irmão. Ele me amava.”

Tremere passou a questiona para que West contasse por que ele não foi convidado para o ‘verdadeiro funeral’ do designer, mas ele não respondeu. Apenas escreveu que ‘queria pegar o microfone’ e enviar uma mensagem sobre reconciliação aos membros do A$AP Mob, A$AP Rocky e A$AP Bari, que estavam sentados em lados opostos no segundo funeral do designer. O artista acrescentou: “Estes últimos dias pareceram uma extensão do funeral de Virgil. Virgil jogou o jogo perfeitamente e ainda assim o matou”

O rapper passou a se defender na conversa e comentou que era um grande admirador da falecida figura da indústria da moda e que ‘é difícil encontrar amigos de verdade quando você é um vale-refeição ambulante’. Ele também comentou que queria discutir mais o assunto no futuro e concluiu expressando suas opiniões sobre o que constituía ‘poder’ e escreveu que ‘todos os “BLMs’ estavam se reunindo para ameaça a vida dele.

It wasn't me: The Bound 2 rapper denied that Abloh ever informed him about his health struggles

Venting: The rapper then wrote that 'it's hard to find real friends when you're a walking meal ticket,' and remarked that he wanted to discuss the matter further in the future

Mixed feelings: He concluded by expressing his views about what constituted 'power' and wrote that 'all the BLM'rs' were 'calling to threaten my life all over again'