Kanye West defende JAY-Z após contrato vazado indicar que rapper teria vendido direitos de Kanye para obter os seus de volta

915

Após relatos de que Jay-Z havia vendido os direitos musicais de Kanye West para recuperar o controle de seu próprio, Yeezy deu um passo à frente para resolver a situação.

Kanye West é um homem com uma missão, aparentemente determinado em mudar o que parece estar permeando a indústria musical. Entre compartilhar todo o seu contrato de gravação, até a última palavra do juridiquês, e urinar em um dos seus Grammys, a página de Yeezy no Twitter vem mostrando passo a passo de sua guerra contra a indústria musical.

No meio de tudo isso, foi relatado que Jay-Z recebeu os direitos músicas dos primeiros seis álbuns de Kanye ao comprar o selo Roc-A-Fella, com uma narrativa sugerindo que ele trocou os master de Ye para ganhar o seu próprio. Na realidade, é muito mais provável que os seis álbuns de Yeezy em questão tenham sido danos colaterais em um negócio maior que aconteceu quando Jay-Z vendeu suas ações da Roc-A-Fella para a Def Jam; a partir daí, ele foi capaz de se mover para ganhar seus direitos musicais de volta. Ainda assim, muitos tomaram uma posição firme contra o Jigga Man, aumentando ainda mais a divisão entre a outrora poderosa dupla The Throne.

Apesar da ótica infeliz em torno dessa última narrativa da saga Jay-Z vs Kanye West, parece que Yeezy está mantendo a cabeça fria diante disso. Recentemente, ele acessou o Twitter para falar sobre as alegações, sustentando que Jay era simplesmente mais uma vítima do sistema. “Não deixe o sistema nos colocar uns contra os outros”, escreve Yeezy, compartilhando uma captura de tela do relatório inicial do Akademiks. “JAY É MEU IRMÃO … Eu tenho amor eterno por todos os artistas que estiveram e ainda estão presos neste sistema tortuoso. Jay não teve suas masters de volta por dez anos. Vou cuidar para que todos nós tenhamos nossas masters ”

Embora seja improvável que o Jigga Man aborde a situação em algum momento, é revigorante ver Kanye West se posicionar tão firmemente em uma causa justa, não querendo perder de vista o quadro geral.