Kodak Black quer perdão presidencial para ser libertado.

Nos últimos dias de governo de Trump, o rapper Kodak Black tem competido pela atenção do presidente do presidente. Começou no início deste mês quando o rapper encarcerado declarou publicamente que apoiava o polêmico Plano Platina do presidente para os negros americanos. “@bradfordcohen me enviou e eu li, é disso que a comunidade precisa… mais propriedade”, tuitou Kodak semanas atrás. “Esse plano está certo! Também quero ajudar na reforma da justiça quando estiver fora. @RealDonaldTrump.”

Dias atrás, Trump deu perdão presidencial para libertar o ex-conselheiro de Segurança Nacional Michael Flynn, um movimento que iluminou a arena política quando Flynn foi processado por mentir para o FBI sobre conversas que teve com o embaixador russo, Sergey I. Kislyak após a eleição de 2016, mas antes de Trump assumir escritório.

Kodak Black espera obter o mesmo amor de Trump e, no Instagram, o rapper está fazendo uma promessa de ajudar os necessitados se Trump conceder a ele o perdão também. “Se o presidente me libertar, vou gastar 1 milhão em caridade no primeiro ano que sair. Isso é tudo!!” Kodak continuou seus esforços de caridade enquanto estava atrás das grades, até mesmo gastando US$ 15 mil em perus de Ação de Graças para os menos afortunados.

Não temos certeza se Trump aceitará sua oferta, mas teremos que esperar para ver. Vale lembrar que nem todos os crimes são passiveis do perdão presidencial.