Lewis Hamilton vestia uma camisa exigindo a prisão dos policiais que mataram Breonna Taylor no última GP da Formula 1.

Lewis Hamilton é um dos nomes mais conhecidos em todos os esportes, e por boas razões. Ele é um dos pilotos mais vencedores da história da Fórmula 1 e, ao contrário de muitos pilotos, ele foi capaz de transcender o esporte.

O automobilismo é um esporte tipicamente dominado por brancos, então o sucesso de Hamilton é certamente histórico, por uma infinidade de razões. Com os protestos por injustiça racial acontecendo em todo o mundo, Hamilton juntou-se ao movimento e orgulhosamente apoiou o movimento Vidas Negras Importam ao longo da temporada.

Antes e depois do Grande Prêmio da Toscana no domingo (13), Hamilton vestiu uma camiseta que dizia “Prenda os policiais que mataram Breonna Taylor”. A camisa também apresentava uma foto de Breonna nas costas, que dizia “Diga o nome dela”. Agora, de acordo com o TMZ, Hamilton está sendo investigado pela Fórmula 1, pois eles querem ver se Hamilton quebrou as regras do esporte de não fazer declarações políticas. Se for descoberto que ele infringiu a regra, ele poderá ser punido e multado.

Hamilton já usou camisetas do movimento Vidas Negras Importam no passado, então parece estranho que a Fórmula 1 tenha escolhido agora como momento para investigá-lo. Apesar de tudo, Hamilton teve grande destaque ontem ao ganhar o Grande Prêmio e garantir sua 90ª vitória na F1. Hamilton está agora a uma vitória de empatar com o total de 91 vitórias de Michael Schumacher. O piloto da Mercedes também lidera a classificação geral de pontos com tranquilidade, caminhando para seu sétimo título.

Apesar da multa, temos certeza de que Hamilton continuará lutando por aquilo em que acredita.