A rapper Rapsody refletiu sobre seu falecido amigo Mac Miller em recente entrevista.

A morte trágica de Mac Miller foi um choque para a comunidade do hip hop. O cantor de 26 anos morreu de overdose de drogas em 2018 e, desde então, o amado rapper é lembrado pela indústria e pelos fãs com palavras gentis. A rapper Rapsody teve um relacionamento pessoal e profissional próximo com a estrela falecida, e ela refletiu sobre o respeitável personagem de Mac no programa People’s Party, com Talib Kweli.

“Todas as lendas que ele procurava”, disse Rapsody. “Você, DJ Premier, não importava. Ele entrou e respeitou a cultura e o que era, se certificou de fazer da maneira certa”. Talib acrescentou que Mac era um dos “raros rivais brancos a falar abertamente sobre questões negras”. Rapsody concordou e acrescentou que depois de conhecê-la uma vez, ele a adicionou em sua turnê.

“Acho que talvez eu tinha só uma mixtape. Não me conhecia e falou tipo ‘eu gosto de você, gosto de sua música, quero ajudá-la a sair em turnê comigo. Direto desse jeito”, disse ela. “E eu sei que não sou a única. Sou um dos muitos artistas pelos quais ele fez isso e fala com seu personagem e, no final do dia, ele não entrou na cultura sentindo-se que lhe devia algo ou eu posso estar aqui porque eu quero estar. Ele era tipo, não, eu entendo essa cultura e quem criou essa cultura e onde ela começou. Algumas pessoas dizem que os brancos são convidados no hip hop… ele entendeu que ele era isso. E ele fez da maneira certa. Foi respeitoso.”

Rapsody acrescentou que, mesmo quando Mac estava “passando por dias sombrios”, ele ainda era uma “luz e uma alegria” para as pessoas ao seu redor. “Ele era sobre amor e, no final das contas , é para isso que os humanos são colocados aqui: amor. E ele encarnou isso”. Confira Rapsody on People’s Party com Talib Kweli abaixo.