Artista irá performar no Planeta Atlântida e deu grande entrevista para portal gaúcho.

 

Mano Brown é um dos grandes Og’s do rap nacional e da música brasileira, o rapper com o Racionais Mc’s ganhou o Brasil mostrando a dura realidade das periferias e das favelas com discos como Nada Com Um Dia Após O Outro Dia e Sobrevivendo No Inferno ele ganhou uma legião de fãs e também de haters.

Em 2018 o grupo que surgiu em 1988 completa 30 anos e uma entrevista para GáuchaZH com o Rafael Balsemão, o rapper de São Paulo não está se mostrando otimista em uma dura entrevista onde abordou diversos assuntos e mostrou magoas, chegando até mesmo a dizer que os fãs não merecem o Racionais e que se dependesse dele não faria mais músicas com o grupo.

Depois de ser questionado se os fãs poderiam esperar um novo álbum do Racionais, o rapper respondeu:

Os caras têm de deixar os Racionais quietinhos. O pessoal não está merecendo os Racionais, não. Racionais é algo muito verdadeiro, é sangue no olho. É brabo, já pegou em armas. Racionais, para mim, é sagrado. Por mim, não gravava nunca mais. Minha música foi sempre ligada às lutas, ao povo, aos becos e às vielas. Aquele povo para quem a gente cantava não é o mesmo de hoje, aquele povo queria outras coisas. O Brasil mudou, e é com essas regras novas que vou jogar agora. Não vou jogar com regras antigas, não sou otário, se não os próprios caras que gostavam de mim vão me engolir, como já estão tentando fazer. A periferia está com muito medo, está votando em polícia porque conquistou as coisas no governo Lula e agora tem raiva de tudo o que soe ameaçador. Não concordo quando o rap critica o funk, quando o outro critica o gay ou o candomblé. Neste momento me sinto minoria. Preciso ter inteligência. Já fui só coração. Hoje, sou coração e cérebro.

 

Veja a entrevista completa clicando aqui.