Mano Brown fala sobre críticas ao PT: “Foi uma navalha na carne, doeu em mim também”

O rapper Mano Brown participou de uma entrevista para o Canal Pronto. eu Falei! no Uol. Em um trecho que vem chamando atenção e ganhou destaque é quando o rapper líder do Racionais afirma que se arrependeu do discurso feito durante um ato da campanha de Fernando Haddad, do PT, para candidato a presidência. Na ocasião, o rapper quebrou o clima festivo do comício  ao dizer que a eleição já estava decidida e que o PT “não conseguiu falar a língua do povo e tinha que perder mesmo”, isso tudo diante do candidato.

“Vim me apresentar, não gosto do clima de festa. A cegueira que atinge lá, atinge aqui também. Isso é perigoso. Não tá tendo clima pra comemorar” disso rapper no Arcos da Lapa no Rio de Janeiro.

” Tem, sei lá, quase 30 milhões de votos para alcançar. Não temos nem expectativa nenhuma para alcançar, para diminuir essa margem. Não estou pessimista, estou realista”, disse ele. “Se em algum momento a comunicação do pessoal aqui falhou, vai pagar o preço. Porque a comunicação é a alma. Se não está conseguindo falar a língua do povo vai perder mesmo”, afirmou. “Se nós somos o Partido dos Trabalhadores, tem que entender o que o povo quer. Se não sabe, volta pra base.. Não vim aqui para ganhar voto, porque eu acho que já está decidido”, completou.

Mano Brown explica que ele teve diversos sentimentos em relação ao discurso e se mostrou até mesmo arrependido.

“Eu tive vários sentimentos em relação àquilo. Até de arrependimento, não vou mentir… Lógico que ali foi uma navalha na carne, doeu em mim também. Eu não sou do PT. Eu sou da ideia. Não sou filiado ao PT, não recebo nada do PT, entende? Nunca quis e não é para isso que eu fiz nada. O Rap não está aí para viver do dinheiro do governo, seja lá quem for, nem do PT, nem que fosse do Che Guevara, nem que fosse Malcolm X presidente. Nosso movimento não pertence à direita nem à esquerda” Disse o rapper.

Confira a entrevista completa abaixo e o trecho em destaque a partir dos 15:35 minutos do vídeo.