Mais detalhes sobre o trágico final de uma das maiores sensações da música foram agora revelados.

Apenas um dia após a causa da morte de Juice WRLD ter sido revelada , mais detalhes sobre os momentos finais do músico começaram a sair dos relatos das pessoas mais próximas a ele. A TMZ está relatando que Alicia Leon, namorada de Juice WRLD na época em que morreu de overdose acidental, disse às autoridades do aeroporto de Midway que ele “soltou um suspiro profundo e caiu no chão” no mesmo momento em que agentes do FBI começaram a procurar as malas dele.

Ela também deixou os policiais em cena saberem que Juice não se queixou de nenhum tipo de doença antes de sofrer essas convulsões fatais, embora ela tenha confirmado seu vício em Percocet. Outros detalhes não acessíveis ao público, incluindo o fato de que Juice WRLD estava sangrando pela boca e pelo nariz quando os paramédicos chegaram. Conforme relatamos, a polícia diz que outras pessoas no avião disseram que Juice engoliu apressadamente várias pílulas de Percocet quando agentes do FBI entraram no avião pela primeira vez.

Juice WRLD não só tinha vários remédios no sangue quando ele faleceu, mas as autoridades encontraram outras pílulas em seus bolsos. O Examinador Médico do Condado de Cook divulgou seu relatório, que inclui detalhes sobre medicamentos em seu sistema. Como relatamos pela primeira vez, a causa da morte de Juice foi uma overdose acidental de oxicodona e codeína. Ambos estavam em níveis extremamente altos em seu sangue.

O relatório também diz que ele usou Promethazine e Naloxone. A prometazina é um ingrediente dos xaropes de tosse com codeína – comumente usados ​​para o Lean -, mas por si só pode ser usada para tratar náuseas. O naloxona é o ingrediente ativo do Narcan, usado para combater a overdose de opioides. Juice ingeriu várias doses de Narcan naquela manhã. A polícia diz que alguém da equipe de Juice disse aos paramédicos em cena que eles já o administraram uma vez, nasalmente. As autoridades dizem que ele estava sangrando pela boca e pelo nariz quando os paramédicos chegaram.

Durante o transporte na ambulância, Juice parou de respirar, de acordo com o Corpo de Bombeiros de Chicago. Eles tentaram RCP e mais Narcan. Quando isso não funcionou, eles tentaram outro tratamento com 2 mg de Narcan, mas já era tarde demais.