O youtuber conservador Nando Moura se irritou ao ouvir o novo álbum do rapper Matuê.

Matuê liberou seu primeiro álbum “Máquina do Tempo” após um longo hiato de lançamento. O projeto tem feito enorme sucesso quebrando recordes de Anitta no Spotify e estabelecendo uma noa marca expressiva no YouTube Brasil. Apesar disso, os “conservadores” de plantão parecem não terem gostado do projeto.

Entre eles, o youtuber e músico Nando Moura viralizou ao fazer duras críticas ao disco. Em vídeo publicado nessa terça-feira (15) em seu canal de 3 milhões de inscritos com o título “MATUÊ – Música de GENTALHA!”, Nando primeiro disse não saber quem era Matuê, até que decidiu falar do rapper após muitos dos seus seguidores pedirem para ele abordar o novo disco do artista.

“Que cão é o Matuê?”, questionou Nando antes de explicar que pesquisou para saber mais sobre o assunto. Depois de abrir o vídeo de uma das músicas do rapper, o youtuber disse: “10 milhões de visualizações. 705 mil likes. Aí quando você vê um negócio desses não tem a menor chance do país dar certo, não tem a menor chance, porque é um povo que é bestializado e ama a bestialização”.

Nando então disse que ao ouvir o início de “Máquina do Tempo”, até pensou que poderia ser algo bom, mas posteriormente criticou a batida que afirmou ter sido criada com um loop no Fruity Loops. Sobre as letras de ostentação, Nando afirmou: “Coisa de gentalha, que consegue um dinheiro na vida e fala: ‘ta aqui, conseguimos um dinheiro na vida’. Como? ‘Fazendo Matuezice’”.

Já sobre a temática das drogas nas letras de Matuê, o youtuber continuou criticando: “Antigamente o pessoal fazia música de doidão tipo Jimmy Hendrix, mas em um acorde do Hendrix, tem mais talento do que essa prastada toda de Matuê”. Nando disse que Tuê está em alta por moda, e que com o tempo será esquecido.

Sobre a letra de “Kenny G”: “Quer viver a minha vida? Faz cem mil sem esforço”, Nando disse que a ostentação do artista é vazia porque, segundo ele, Fernandinho Beiramar e o líder norte-coreano Kim Jong-un também conseguem fazer 100 mil reais sem esforço.

“Agora você veja como essas pessoas, elas confundem o ser com o ter. Ele quer parecer ser algo, mas a pobreza interior que ele tem, ele tenta disfarçar com coisas materiais. Aí ele vai e coloca dois Rolex no braço. Meu irmão, pode se encher todo de Rolex, ponha na sua ‘monjuga’ 10 mil Rolex pendurado, você continua sendo a mesma porcaria de Matuê. Pode se encher de ouro, pode dar um banho de ouro, e no final, é o mesmo lugar para onde você vai”, disse o youtuber antes de dizer que o rapper não sabe nada de música.

Ainda sobre a ostentação nas letras de Matuê, o youtuber afirmou: “Essa é a mediocridade desses caras no momento onde o nosso povo não consegue comprar um saco de arroz. Um saco de arroz, e o cara se vangloria”.

“Esse é um país meu amigo, que não tem jeito. Porque as pessoas estão completamente bestializadas, elas não conseguem entender mais nada, e você vê os sintomas disso de um povo bestializado, de um povo doido, é quando você pega aí ó, um Matuê com 10 milhões de visualizações. 705 mil likes e é isso. 3 trilhões de moscas na prastrada”, finalizou.

Confira o vídeo abaixo.