“#CancelNetflix” começou a virar tendência no Twitter por causa das críticas das pessoas ao serviço de streaming por continuar a hospedar o filme “Cuties”.

Cuties é um filme francês, dirigido e escrito por Maïmouna Doucouré, que detalha a história de amadurecimento de uma menina senegalesa tradicionalmente muçulmana que enfrenta a luta interna para se manter fiel às suas raízes ou cair na cultura da internet.

O filme ganhou um prêmio de direção no Festival de Cinema de Sundance, mas, quando a Netflix o escolheu para sua plataforma de streaming, eles se perderam completamente no marketing do filme.

Um trailer e um poster que pretendiam iniciar uma conversa sobre a hipersexualização de maneira cômica das meninas saiu pela culatra na Netflix, e os críticos do filme e do serviço de streaming estão pedindo às massas que cancelem suas assinaturas, alegando que a Netflix apóia a pedofilia continuando ao manter o filme na plataforma.

Nesta manhã, “#CancelNetflix” foi uma das principais tendências do Twitter inclusive no Brasil, com as pessoas exibindo suas assinaturas encerradas. A Netflix foi acusada de sexualizar meninas de onze anos no pôster do filme, algo que não foi sequer mencionado durante a exibição inicial do filme na França e em Sundance.

Maïmouna Doucouré, a diretora do filme, disse que recebeu inúmeras ameaças de morte desde que a Netflix colocou Cuties no ar. Ela só foi informada da campanha de marketing da Netflix com o pôster sexualizado as garotas depois que ele foi revelado ao público, com foco no lançamento nos cinemas na França.