Nike a Adidas se uniram para pedir justiça e uma mudança na sociedade após a morte trágica de George Floyd.

“Vamos todos fazer parte da mudança” foi a mensagem que acompanhou um vídeo incrível da Nike postado nas redes sociais na sexta (29). A frase faz parte da resposta em sintonia com o movimento contra o racismo nos Estados Unidos após a morte de George Floyd, 46. Floyd, um homem negro, foi abordado por policiais na cidade de Minneapolis, no noroeste dos EUA, algemado e teve o pescoço prensado contra o chão por uma das autoridades com o joelho. “Eu não consigo respirar”, dizia ele antes de perder a consciência.

A empresa de artigos esportivos entrou no tema após o episódio e transformou o slogan “Just Do It” em “Don’t Do It”. “Desta vez, não faça. Não finja que não há um problema na América”, diz a companhia. “Não dê as costas para o racismo. Não aceite que vidas inocentes sejam tiradas de nós.” A morte de George Floyd desencadeou manifestações em diversas cidades dos Estados Unidos, que já chegaram ao quinto dia neste sábado (30).

A Nike mudou o lema “Just Do It”, para “For once, don’t do it” [Por uma vez, não faça], como forma de se manifestar depois da morte de George Floyd, nos Estados Unidos e até a Adidas, sua maior rival, compartilhou a mensagem com: “Juntos é como andamos para a frente. Juntos é como se faz a diferença”. Michael Jordan, que não tem por hábito envolver-se em questões ativistas, fez o mesmo.

Confira abaixo,