A LAPD estava seguindo de perto os passos de Nipsey e continua com a investigação mesmo após a morte do rapper.

Já se passaram três meses desde que Nipsey Hussle foi morto a tiros na frente de sua loja de roupas no distrito de Crenshaw, em Los Angeles. Durante esse tempo, o público tomou conhecimento de seus esforços filantrópicos e sua música póstuma foi liberada. Embora haja muitos que estão pedindo que os relatórios sobre Nipsey cessem em um esforço para permitir que ele realmente descanse em paz, o julgamento de seu suposto assassino e a investigação atual de seu assassinato tornam isso impossível.

O New York Times divulgou um relatório na segunda-feira afirmando que, no momento de sua morte, o Departamento de Polícia de Los Angeles estava de olho no rapper. Especificamente, eles estavam investigando os laços da Nipsey com membros de gangues e atividade de gangues. A publicação também afirma que a LAPD está examinando a área do shopping em que a loja de roupas da Marathon estava localizada para determinar se era ou não um centro de atividade de gangues.

Desde sua morte, o departamento de polícia supostamente continua a investigar a vida de Nipsey, movimentos de negócios, investimentos e planos de expansão da comunidade, incluindo seu desejo de construir um complexo de apartamentos.

A investigação não era desconhecida para Nipsey, conforme relatado por Marqueece Harris-Dawson, membro da Câmara Municipal de Los Angeles. Ele alega que ele procurou a LAPD por anos tentando obter respostas sobre o que exatamente o departamento estava investigando, mas ele foi rejeitado. “Acho que todos na comunidade farão tudo o que puder para garantir que os empreendimentos que ele iniciou continuarão”, disse Harris-Dawson ao The New York Times.

Os departamentos de polícia em todo o país têm investigações em curso sobre os rappers, um movimento que tem sido a norma por décadas. A morte de Nipsey apenas intensifica esta investigação, pois os detetives tentarão descobrir o máximo possível sobre a estrela do hip hop.