Pai de Beyoncé quer “salvar vidas” depois de vencer o câncer de mama

by Vinicius Prado

O pai de Beyoncé e Solange, Mathew Knowles, se abriu sobre o combate ao câncer de mama e como ele espera poder usar sua história para salvar vidas.

Mathew Knowles está falando sobre vencer o câncer de mama como um homem com 60 anos, e ele espera que compartilhando sua história possa ajudar outras pessoas a travar a mesma batalha. Mathew conversou com a People sobre como ele descobriu o primeiro sinal de que algo não estava bem.

Ele notou um ponto vermelho do tamanho de um alfinete em sua camisa, que ele havia limpado a princípio, até que sua esposa, Gena Avery Knowles, notou que ela tinha visto pontos semelhantes em seus lençóis. Ele foi ao médico e, alguns dias depois, foi informado que ele era um dos poucos homens que compõem aproximadamente 1% dos 270.000 diagnósticos de câncer de mama a cada ano.

Felizmente, ele havia notado o câncer cedo, então decidiu não contar aos filhos até depois da cirurgia. “Eu não queria que eles se preocupassem com a situação de vida ou morte no dia da cirurgia”, disse ele. No entanto, após a cirurgia, foi descoberto através de testes adicionais que ele tinha a mutação do gene BRCA2, que representa um risco maior de desenvolver câncer de pâncreas, melanoma e próstata.

Depois de pesquisar a história de sua família ao receber essas notícias devastadoras, ele descobriu que, junto com sua mãe e tia, sua tia-avó também havia morrido de câncer de mama e quatro irmãos de seu pai também morreram de câncer de próstata.

Então, sabendo o que sabia agora, Mathew fez sua missão de aumentar a conscientização sobre o gene BRCA, para que as pessoas possam se tornar proativas sobre sua saúde. Ele fez uma parceria com a empresa de testes genéticos Invitae, para incentivar todos a serem testados, incluindo seus parentes, Beyoncé e Solange. “Se você estiver à frente do diagnostico, seu resultado será, na maioria das vezes, ótimo”, disse ele. “Eu sou um exemplo vivo.”

“Muita coisa precisa mudar na educação dos homens sobre o câncer de mama”, indicou. “Eu quero salvar vidas, especialmente na comunidade negra”.

 

Relacionados