Donald Trump não estava satisfeito com os planos do prefeito Bill de Blasio de pintar um sinal do Black Lives Matter em frente à Trump Tower, na 5th Avenue, em Nova York.

Donald Trump respondeu à proposta do prefeito Bill de Blasio de pintar uma arte do Black Lives Matter em frente à Trump Tower na 5th Avenue em Nova York, e ele não está satisfeito. Na quarta-feira (1 de julho), o prefeito da cidade de Nova York anunciou os planos da cidade de pintar o slogan em letras maciças na famosa rua, seguindo várias outras grandes cidades que fizeram o mesmo. Segundo o prefeito de Blasio, o trabalho começará nos próximos dias.

Durante sua aparição na MSNBC, de Blasio também endereçou o corte de orçamento de US$ 1 bilhão recentemente aprovado para o Departamento de Polícia de Nova York, cujos fundos serão realocados para investimentos em iniciativas para jovens, em um esforço para reduzir o crime futuro. O corte no orçamento e o sinal do BLM, irritaram Trump, e os planos do prefeito de Nova York se tornaram o alvo de sua birra do dia.

Como sempre, o presidente americano foi ao Twitter para reclamar dos cortes no orçamento da NYPD e da arte do BLM, que ele chamou de “um símbolo de ódio”.

“NYC está cortando US  1 bilhão em dólares da polícia, e ainda assim o @NYCMayor vai pintar um grande, caro e amarelo letreiro do Black Lives Matter na Quinta Avenida, denegrindo esta luxuosa Avenue”, twittou. “Isso antagonizará ainda mais os policiais de Nova York, que amam Nova York e lembram-se vividamente do horrível canto do BLM, ‘Porcos em um cobertor, frite-os como bacon”. Talvez nossa GRANDE Polícia, que tenha sido neutralizada e desprezada por um prefeito que os odeie e desrespeite, não permita que esse símbolo de ódio seja afixado na maior rua de Nova York. Gaste esse dinheiro lutando contra o crime!”

O prefeito de Blasio começou a responder aos tweets de Trump, esclarecendo a finalidade do sinal. “Aqui está o que você não entende: os negros construíram a 5th Ave e grande parte desta nação”, respondeu ele. “Seu ‘luxo’ veio do trabalho deles, pelo qual eles nunca foram justamente compensados. Estamos os honrando. O fato de você ver isso como denegrir sua rua é a definição de racismo”.

“Você também não sabe que os policiais de Nova York agora são em sua maioria pessoas de cor (negros e latinos)”, continuou ele. “Eles já conhecem o Black Lives Matter. Não existe ‘símbolo de ódio’ aqui. Apenas um compromisso com a verdade. Somente em sua mente uma afirmação do valor das pessoas pode ser assustadora.”

Confira os tweets abaixo.