Jannah Theme License is not validated, Go to the theme options page to validate the license, You need a single license for each domain name.

Víuva de MF Doom diz que livro de rimas do rapper foi roubado por executivo de gravadora

A viúva de MF DOOM diz que o executivo da gravadora Eothen “Egon” Alapatt se recusa a devolver o livro de rimas de seu falecido marido.

A viúva de MF DOOM, Jasmine Dumile, confirmou que um “ex-associado” ainda possui o livro de rimas de seu falecido marido e se recusa a entregá-lo, apesar de várias tentativas malsucedidas, mesmo antes de DOOM falecer em outubro de 2020. A acusação vem depois de Talib Kweli criticar Eothen “Egon” Alapatt por ser um “abutre da cultura” e roubar o livro de rimas de DOOM.

“Esperávamos que, após a transição de DOOM, Egon fizesse a coisa certa e devolvesse os livros para a família, mas ele continuou a ignorar esses pedidos”, disse Dumile em comunicado adquirido pelo TMZ. “Infelizmente, Egon não é o único ex-associado a abusar da semelhança, arte e trabalho da vida de DOOM.”

LONDON, ENGLAND – JULY 23: Rapper MF Doom performs live on stage during the first day of the ‘I’ll Be Your Mirror’ festival, curated By Portishead & ATP, at Alexandra Palace on July 23, 2011 in London, United Kingdom. (Photo by Jim Dyson/Redferns)

Kweli criticou Egon nas redes sociais na semana passada, rotulando qualquer amizade entre o executivo e DOOM como uma farsa.

“Esta é uma pessoa não negra que rotineiramente se aproveita de artistas negros e se gaba disso”, escreveu ele em um post, antes de listar várias de suas ofensas. “MF DOOM oficializou o casamento deste homem DE GRAÇA, mas depois parou de fechar com ele por causa de seus modos diabólicos. Alguém marque agora de novo e pergunte a Egon por que ele roubou o livro de rimas do MF DOOM, ele me bloqueou. A era da cultura abutre acabou.”

DOOM faleceu em 31 de outubro de 2020, mas não foi divulgado até que Jasmine o anunciou em 31 de dezembro de 2020. Nenhuma causa de morte foi informada. Confira o post recente de Kweli abaixo.

Fellipe Santos

Publicitário, carioca, apaixonado por hip hop e tatuagens
Botão Voltar ao topo