Zendaya diz que recusou vários papeis em 2020 porque personagens eram rasas e giravam em torno de homens

Zendaya não quer interpretar personagens femininas que não tenham um arco pessoal forte e representativo

Zendaya se tronou uma das maiores estrelas de Hollywood em pouco tempo de carreia e com poucos papeis estrelados por ela, a atriz sempre escolhe os personagens certos e produções que valem a pena. Agora está sendo relatado que a protagonista de Euphoria, série que tem Drake como produtor executivo, recusou muitos papéis de personagens femininas que tinham o principal objetivo na história de servir e complementar os arcos narrativos dos homens. De acordo com a GQ, a atriz recebeu muitas oportunidades em 2020, mas poucas intrigaram a artista o suficiente para ela aceitar. As informações são do Screenrant.

Segundo a atriz, ela recusou porque as personagens femininas não tinham os próprios arcos pessoais e, em vez disso, na história, giravam em torno dos homens. Ainda, ela sentiu que os papéis eram muito semelhantes e repetitivos.
“Não é necessariamente que algum [dos roteiros] fosse ruim ou algo parecido. Simplesmente senti que muitos dos papéis que eu estava lendo, especificamente papéis femininos, eu sentia que tipo eu poderia ter interpretado todos como a mesma pessoa e não teria importado”, disse a atriz.

Zendaya ainda continuou: “As personagens geralmente servem ao propósito de ajudar o personagem masculino a chegar onde precisa ir e fazer o que precisa. Elas realmente não têm um arco próprio. E elas geralmente parecem muito unidimensionais, no sentido de que não há muitas camadas nelas, o que significa que todas parecem como a mesma pessoa repetidamente. Teria sido ótimo e eu teria me saído bem, mas eu não teria crescido nada.”

Zendaya estrela o filme da Netflix, Malcolm & Marie, ao lado de John David Washington, e as primeiras críticas dizem que o desempenho da atriz no longa pode colocá-la na disputa por um Oscar. A produção deve chegar ao catálogo do streaming no dia 5 de fevereiro.