Rapper Baco Exu do Blues lança novo EP “Não Tem Bacanal na Quarentena”

18

O isolamento social motivou Baco Exu do Blues a produzir um novo projeto em três dias.

O artista baiano Baco Exu do Blues decidiu não lançar seu terceiro álbum de estúdio, “Bacanal”, neste período em que o mundo enfrenta o novo coronavírus. Mas com muito tempo nas mãos durante a quarentena, o rapper recrutou o engenheiro de som Dactes, montou um estúdio em casa e produziu em apenas três dias um novo projeto que ele prefere chamar de EP. Ao anunciar a chegada deste novo trabalho, Baco rebeteu criticas de que ele só fala de sexo em seus letras.

“Não Tem Bacanal na Quarentena” chegou hoje ao Youtube e amanhã aos aplicativos de música através da 999 e Altafonte, com nove faixas sociológicas, políticas, cheias de ódio, tesão e arranjos autênticos, no estilo Baco Exu do Blues. O projeto conta com faixas como “Tropa do Babu”, “Amo Cardi B e Odeio Bozo” e “Tudo vai dar certo”, que claramente foram inspiradas neste período de isolamento que todos nós passamos.

A capa, criada por Guil, faz referência ao clássico disco “Ready to Die” de The Notorious BIG. Nela vemos um urso de máscara, ao lado de uma embalagem de álcool gel e com uma corrente de ouro no pescoço. Com produções de JLZ, Nansy Silvvz, DKVPZ e participações de Lellezinha, 1LUM3, Aisha, Maya e Dactes, além dos rappers do selo de Baco, Celo Dut, Vírus e Young Piva, as faixas servem como aquecimento do seu novo disco.

“Preferi não lançar meu álbum do ano em meio à pandemia, mas senti uma vontade imensa de produzir algo e soltar logo. Acho que o público merece música neste momento tão triste, além do que eu tenho tido tanta coisa a dizer.”, afirma Baco em comunicado de imprensa.”O Dactes foi o cara que gravou minhas primeiras faixas e meus primeiros sucessos. Nansy fez os beats de Esú. Acho que fazer este projeto com eles traz um axé a mais”, finaliza.

Em “O Sol Mais Quente” Baco reclama: “Coronavírus me lembra a escravidão/ Brancos de fora vindo e fodendo com tudo” e em ” Tropa do Babu” ele despeja toda revolta que ficou ao ver um negro ser vítima de muitos atos racistas no Big Brother Brasil. A faixa derradeira é sobre quarentena, política, internet e une depoimentos em diferentes sotaques. O título resume bem os pensamentos de Baco Exu do Blues hoje: “Amo Cardi B e Odeio Bozo”.

Escute o novo projeto de Baco abaixo.