Jannah Theme License is not validated, Go to the theme options page to validate the license, You need a single license for each domain name.

Bril foi preso após se envolver em conflito com Elicê em supermercado no RJ

Bril e Elicê estão em prisão preventiva após conflito em um supermercado.

Na tarde desta quarta-feira (5), foi confirmado através do perfil do Instagram de Bril que o rapper encontra-se atrás das grades. Logo, a notícia repercutiu entre o público do rap nacional, que admira o carisma e icônicas rimas do artista integrante do ex-selo Pirâmide Perdida, através de músicas como Dispiei e Luccas Carlos.

Horas depois, a causa pela prisão de Bril Martins foi veiculada. De acordo com a equipe de advogados dos artistas, após se envolverem num desentendimento em um supermercado no Centro do Rio de Janeiro, Bril e Elicê foram detidos pela Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ) na tarde da última sexta-feira (30).

Foto: Ballerich

Os rappers, em meio a estupradores, assassinos e criminosos, aguardam o julgamento em prisão preventiva, “mesmo com diversas irregularidades no processo e no ato de prisão”, conforme afirmam as suas famílias, amigos e equipes, que vêm fazendo diversas tentativas através dos advogados responsáveis pelo caso para que a situação seja revertida.

“Visão, tropa, aqui é a equipe do Bril. Demoramos um tempo para vir nos posicionar com a notícia para vocês, mas em respeito aos fãs e amigos que estão preocupados, viemos sinalizar a todos que o Bril se encontra privado. Foi preso e estamos em movimentações para que tudo seja resolvido o mais rápido possível”, iniciou o comunicado emitido pela equipe do artista do coletivo Carga Nova Entretenimento, que tem show marcado no Ganjah Lapa na próxima sexta-feira.

“Não vamos postar muitos detalhes nesse momento, peço que todos mandem energias positivas para ele nesse momento difícil, tenhamos fé que em breve a justiça será feita. Em breve todos nós estaremos ouvindo o ‘TINININIM’ único e inesquecível novamente”, completou a nota, citando um bordão que vem sendo adotado pelo rapper e tem sido reconhecido pelo público.

O Ministério Público, por sua vez, negando o primeiro pedido de habeas-corpus, alegou que Bril e Elicê são criminosos instáveis e perigosos, apresentando grande risco para a sociedade.

Confira a nota oficial da equipe de um dos artistas sobre a situação:

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Bril Martins (@kivahkivah)

Botão Voltar ao topo