Jannah Theme License is not validated, Go to the theme options page to validate the license, You need a single license for each domain name.

Radialista Charlamagne culpa rappers mais velhos por jovens artistas que se incriminam em suas letras

Charlamagne Tha God acredita que a geração dos anos 80 é a grande culpada.

Charlamagne Tha God falou sobre o crescente debate envolvendo a autoincriminação no Hip Hop no The Breakfast Club na terça-feira (30 de agosto), apontando o dedo para rappers dos anos 80 e 90 que “mentiram” em sua música e, posteriormente, inspiraram jovens gerações para seguir um estilo de vida criminoso (ou pelo menos adotar uma persona nesse estilo).

“Muito disso é nossa culpa, e a razão pela qual é nossa culpa é porque tantos rappers da nossa geração de 90 estavam mentindo, mentindo pra caramba”, disse Charlamagne. “E isso fez um monte de crianças pensarem que a maneira de entrar no jogo era ser o maior criminoso vivo. E adivinha? Você não pode fazer isso”. Ele continuou: “Você não pode ser o maior criminoso vivo e ser um rapper ao mesmo tempo”.

Comedy Central Preps Talk Show With Charlamagne Tha God – Deadline
Foto: AFF-EUA/Shutterstock

“Mas a culpa é nossa porque nunca deveríamos ter deixado os rappers mentirem assim por entretenimento porque se é apenas arte, então temos que exigir que algumas dessas pessoas mudem o conteúdo de sua arte porque tudo o que está fazendo é levar um monte de pessoas indiciadas e influenciar uma geração de crianças erradas, ponto final”.

Os comentários de Charlamagne vêm após a enorme acusação que Young Thug, Gunna e vários outros membros da YSL foram atingidos em maio. A lista de 56 acusações afirma que o coletivo é uma “gangue criminosa de rua” por trás de uma série de crimes violentos, incluindo assassinato, na área de Atlanta. Os investigadores usaram várias letras de Thug e sua equipe para ajudar a construir o processo, que muitos acreditam ser ilegal e impregnado de preconceito racial.

A promotora do condado de Fulton, Fani Willis, defendeu o uso de letras de rap como evidência criminal durante uma coletiva de imprensa anunciando uma nova acusação contra outra suposta gangue de Atlanta no início desta semana. “Eu acho que se você decidir admitir seus crimes na música, eu vou usar isso,” ela disse. “Você não pode cometer crimes no meu condado e depois decidir se gabar disso, o que você faz por uma forma de intimidação e para promover a gangue, e não ser responsabilizado.”

Ela acrescentou: “Vou continuar fazendo isso, as pessoas podem continuar zangadas com isso. Eu tenho um conselho legal: não confesse crimes em letras de rap se você não quer que elas sejam usadas – ou pelo menos saia do meu condado.”

Os comentários de Willis vêm apenas algumas semanas depois que o Restoring Artistic Protection Act (RAP Act), um projeto de lei que limita o uso de letras de músicas no tribunal, foi apresentado na Câmara dos Deputados dos EUA. No início de agosto, um projeto de lei semelhante com o apoio de JAY-Z e outros rappers, foi aprovado pela Assembleia Estadual da Califórnia e pelo Senado Estadual. A legislação está atualmente aguardando a aprovação do governador Gavin Newsom, que deve sancioná-la.

Confira abaixo a postagem no Instagram:

Rodrigo Silva

Família RapMais <3
Botão Voltar ao topo