Início Noticias Emicida afirma que Bolsonaro vê coronavírus como um “grande aliado”

Emicida afirma que Bolsonaro vê coronavírus como um “grande aliado”

27

Rapper ainda disse que Brasil está “sem liderança e à deriva” em nova entrevista.

Além de ser um dos principais artistas brasileiros e um dos maiores nomes do rap nacional em todos os tempos, Emicida também deixa sua marca se posicionando politicamente e principalmente sobre causas sociais extremamente necessárias para nossa sociedade. E com a pandemia de coronavírus causando uma grande crise em vários departamentos do governo brasileiro, o rapper tem muito para analisar e falar sobre.

Em recente entrevista à RFI Brasil, Emicida falou sobre as lives na pandemia, a nova economia da música, sobre seu novo EP e a situação do Brasil em meio ao novo coronavírus. Crítico do governo de Jair Bolsonaro, como grande parte da comunidade do hip-hop nacional, Emicida diz que “enquanto o mundo inteiro vê a pandemia como um grande problema a ser combatido o mais rápido possível”, o presidente “vê o coronavírus como se fosse um grande aliado na sua cruzada de morte”.

“As pessoas falam que o Brasil está sob uma má liderança, mas precisamos resgatar o sentido das palavras. Bolsonaro não é um líder”, aponta o rapper. “Qualquer pessoa que tivesse uma empresa nunca uma pessoa com as caraterísticas do Bolsonaro seria alçada à função de líder. A liderança requer responsabilidade, visão e capacidade”, completou.

Emicida ainda falou sobre como entende seu papel nesse momento complicado do país. “Acredito que meu papel aqui é informar, compartilhar, construir, inspirar e dizer as coisas com base na nossa experiência de periferia do Brasil, preta, orgulhosa. Mas a gente sabe que essa catástrofe é real, e vai ainda produzir muita dor e muita morte. Alcançamos 12.000 mortos de coroavírus no Brasil hoje.”

Confira a entrevista completa abaixo.