Perguntado no Roda Viva se toparia encontro com Bolsonaro, Emicida foi curto: “Obviamente não”.

O rapper e ícone da cultura hip-hop brasielira Emicida falou sobre a organização política do movimento no programa “Roda Viva”, da TV Cultura, desta segunda-feira (27). Perguntado se toparia um encontro com o presidente Jair Bolsonaro, ele foi categórico. “Obviamente que não porque os valores que o Bolsonaro defende são completamente contrários a tudo que acredito”, afirmou Emicida.

Um dos entrevistadores do programa argumentava que o hip hop já esteve mais organizado e engajado, citando um encontro de rappers com o ex-presidente Lula. Em sua resposta, Emicida destacou que o hip hop é também um movimento político, lembrando que muitos dos pioneiros no Brasil defenderam bandeiras identificadas com a esquerda.

O rapper afirmou acreditar que o hip hop não deve perder essa característica política, mas não vê condições de diálogo com Bolsonaro. “Já há 20 anos ele falava que ia fazer tudo que está fazendo (…) Alguém com esse tipo de pensamento não se conecta de maneira nenhuma com os valores humanísticos que o hip hop defende”, disse Emicida. “O hip hop é a luta constante de melhoria constante para todo mundo, para todas as pessoas. É para que as pessoas se sintam incluídas”, completou.

Confira o vídeo abaixo.