O cabo de guerra de Kanye West com seu ex-guarda-costas Steve Stanulis continua, com Stanulis alegando que West é um valentão e ameaçando tomar medidas legais contra o rapper

Na segunda-feira, a Page Six obteve uma resposta legal emitida por Stanulis e seus advogados. No documento, Stanulis diz que nunca assinou um acordo de confidencialidade, como sugere West. Como resultado, ele e sua equipe jurídica estão preparados para processar Kanye se ele continuar a aprofundar a narrativa de que Stanulis quebrou um contrato por revelar “podres” de Kanye e Kim Kardashian em entrevistas recentes.

“Como tal, todos os esforços empreendidos por seus clientes para fazer cumprir qualquer pretenso ‘acordo de confidencialidade’ serão atendidos com reconvenção, que buscarão danos significativos, além de custas judiciais e honorários advocatícios”, diz a resposta. O advogado de Stanulis, Dmitriy Shakhnevich, também deu uma declaração diretamente à Page Six, na qual ele disse que seu cliente “está sendo intimidado e não vamos aceitar isso”.

A família Kardashian-West e Stanulis tiveram uma briga de longa data. Desde 2016, Stanulis não tem vergonha de seus ex-empregadores, em várias ocasiões chamando Kanye de o cliente mais difícil que ele já teve. Isso levou Kim e Kanye a enviar a Stanulis uma carta no início deste mês. Na carta, a família alega que Stanulis assinou um acordo de confidencialidade e estava violando as regras falando sobre suas vidas pessoais do casal. Continuou dizendo que, se isso continuar, eles têm o direito de processar a Stanulis por mais de US$ 10 milhões.

Stanulis insiste que não assinou nenhum documento que o limitasse a falar sobre seu tempo como empregado dos Kardshian-West. Ele também sente que a família está tentando violar seus direitos da Primeira Emenda e arruinar sua nova carreira como diretor.

“Eu não vou deixar Kanye West e [sua esposa, Kim Kardashian, cuja assinatura também apareceu na carta me pressionar, só porque eles são ricos e famosos. Eu não vou ficar intimidado por esses dois egoístas!” ele disse à Page Six antes de revelar que está desenvolvendo um filme sobre suas experiências como guarda-costas de Hollywood. “Então, se Kanye e Kim querem entrar em guerra, eles não são os únicos com uma equipe jurídica forte”.