Filipe Ret será investigado por ‘open de maconha’ em sua festa de aniversário

Créditos: Steff Lima

Filipe Ret sempre foi aberto e direto com sua relação com a maconha

A Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) iniciou uma investigação contra o cantor Filipe Ret por tráfico de maconha. O motivo é uma acusação de que o cantor teria dado uma festa com “open beck”, com distribuição da maconha para os convidados. A festa de aniversário do artista ocorreu no Vivo Rio, na Zona Sul, no dia 24 de junho.

O evento repercutiu nas redes e foi chamado de ‘open beck’, em similaridade ao costumeiro ‘open bar’, que oferece bebidas gratuitas. As imagens viralizaram nas redes e muitos internautas apontaram que nada ocorreria, devido a Ret ser famoso. “Realmente, maconha só é ilegal para quem tem menos de seis dígitos em suas contas”, escreveu uma internauta.

créditos: Steff Lima

Convidados que estiveram no evento, como o surfista Pedro Scooby e o ex-jogador Ronaldo Fenômeno, devem ser intimados a depor na sede da especializada, na Cidade da Polícia, Zona Norte do Rio. A festa contou ainda com a presença de ex-BBBs Jade Picon, cantores, atores e atletas.

De acordo com o código penal, entre as diversas condutas que caracterizam o crime de tráfico de drogas está o ato de entregar a consumo ou fornecer drogas, mesmo que gratuitamente.

O evento de 37 anos do rapper contou também com a presença de outros famosos, como: o rapper L7nnon, os MC’s Maneirinho e Cabelinho e o surfista Ítalo Ferreira,

Veja o post abaixo:

Sair da versão mobile