Irmã de Tay-K afirma que o rapper condenado por homicídio não é violento

92
tay-k

Tay-K cumpre pena de 55 anos por envolvimento em um homicídio

Um dos assuntos mais comentados no mundo do hip-hop nestes últimos anos foi a prisão de Tay-K. Condenado por envolvimento em um assassinato quando tinha apenas 15 anos de idade, o rapper – que hoje tem 19 – deve passar 55 anos na cadeia. Seus advogados, que tentam reverter a decisão da justiça, dizem que o homicídio em que esteve envolvido não foi intencional ou premeditada, algo que ficaria claro por conta de sua idade à época do ocorrido.

Por mais que a justiça americana parece não querer ouvir os argumentos da defesa de Tay-K, Kayla Renee, sua irmã mais velha, vem advogando bastante em seu favor, fazendo uma série de publicações nas redes sociais sobre o porquê de a prisão do rapper ser injusta. Em um recente post no Facebook, Kayla chegou a dizer que seu irmão é tudo, menos violento e que não há motivos para ele estar preso. 

“Não há como meu irmão ter sido condenado a mais de 30 anos por um crime cometido aos 15 anos de idade. Ele não fez NADA violento. Ele prejudicou NINGUÉM. O resultado não foi INTENCIONAL”, disse ela em publicação que pouco depois foi repostada pelo perfil de Tay-K no Instagram. “Ele não entrou nessa situação acreditando que a vida de alguém seria tomada (racional ou não, está cientificamente comprovado que nossa tomada de decisão ainda não está de longe desenvolvida)”.

Kayla continuou dizendo que a melhor situação para o rapper seria um programa de reabilitação, no qual ele poderia reavaliar sua vida e escolher novos caminhos. Em recente publicação no Instagram, Tay-K disse que está “vivendo um inferno” na cadeia e pediu por liberdade. Ao que parece, no entanto, seus advogados ainda não encontraram justificativas aceitáveis pela justiça para conseguir tirá-lo da cadeia, o que indicaria sua permanência em regime fechado por mais alguns anos. 

Confira abaixo a publicação de Kayla:

kayla - t-kay
Foto: Reprodução