O rapper  Kodak Black foi enviado para prisão solitária por 30 dias depois que ele aparentemente fez ligações sem autorização da prisão.

De acordo com a TMZ o advogado do rapper de “Roll in Peace” arquivou documentos legais para tentar tirar o melhor proveito da situação e solicitou que ele fosse autorizado a ver seu professor enquanto estar em confinamento, o rapper estuda para pegar seu diploma do ensino médio.

Os documentos legais arquivados pelo advogado de Kodak Black, afirmam que o rapper já estava estudando para obter seu diploma antes de ser encarcerado e também pediu que ele fosse autorizado a usar seu computador para estudar.

Kodak foi direcionado ao confinamento solitário por efetuar ligações sem autorização, ainda não se sabe com quem o rapper estava falando durante as chamadas direto da prisão.

Quando detido em sua cidade natal no condado de Broward, na Flórida, Kodak Black manteve sua inocência, se declarando não culpado de acusações de posse de munições e drogas. A prisão de Kodak provocou uma invasão da polícia em sua casa no dia 18 de janeiro. Ele foi preso depois de uma live no  Instagram onde mostrava o rapper mexendo em armas e fumando maconha com uma criança na sala.

O juiz ainda não autorizou proposta atual de Kodak para ele estudar na prisão para o seu supletivo, o rapper deve ir ao tribunal novamente em 3 de maio.