Jannah Theme License is not validated, Go to the theme options page to validate the license, You need a single license for each domain name.

Mano Brown fala após receber título de doutor da Universidade Federal do Sul da Bahia

O rapper celebrou a conquista e citou outros destaques que também pavimentaram o hip-hop nacional.

O Racionais MC’s e principalmente o Mano Brown possuem uma grande influência cultural no Brasil desde o fim dos anos 80, e, com o passar do tempo, isso tem sido cada vez mais reconhecido. Nas últimas semanas, o rapper foi coroado com o título de Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal do Sul da Bahia, além de ser nomeado Ícone do Ano no Men Of The Year 2023, da GQ Brasil.

Através de uma entrevista para a revista, Brown comentou sobre a premiação. “Doutor, mano! Nunca mais posso ser pego com maconha; documento do carro não pode atrasar e, se alguém me xingar, não posso revidar. É a minha vida tomando uma direção que ainda não conheço. Precisarei aprender a viver assim. Vou melhorar diariamente para honrar esse prêmio, porque isso não é brincadeira. A minha vida mudou e não quero errar.”

Queria que minha mãe estivesse viva para ver isto", disse Brown
Foto: Reprodução/Internet

“Fico lisonjeado pelo reconhecimento, mas trata-se de uma conquista que inclui todo o movimento do rap. Essa é a luta dos Racionais, do Sabotage, do Facção Central, do MV Bill, do Dexter, do RZO, do Djonga, do Emicida e de tantos outros. O nosso maior prêmio; o resto é disfarce e teatro. Roupa da Louis Vuitton, Gucci, isso vira entretenimento, mas não a finalidade. Precisamos colocar o nosso povo no caminho do conhecimento, porque essa é a riqueza que vai nos libertar”, completou o rapper paulista, resgatando a essência e o que realmente importa.

Na sequência, ele seguiu abordando a superficialidade de certas coisas. “A roupa não vai resolver nada, é só um anestésico. E não é algo de fácil acesso, não podemos brincar com isso. ‘Ah, todo mundo precisa usar Armani.’ A vida não é assim. Muita gente gosta, beleza, mas não vai deixar de comer e beber para vestir uma grife. Exaltar isso soa até desproporcional para a realidade do nosso povo. Sempre falei sobre marcas, sonhos, e a molecada dá um jeito, mesmo com pouco dinheiro. ‘É necessário sempre acreditar que o sonho é possível’, como cantamos em A Vida É Desafio, mas com responsabilidade.”

Botão Voltar ao topo