Seguir

Mary J. Blige diz que R&B não morreu mas virou Música Pop com Justin Timberlake e Adele

Capa Mary J. Blige, Justin Timberlake e Adele Capa Mary J. Blige, Justin Timberlake e Adele
Foto: Reprodução

Enquanto falava sobre o estado do R&B com Diddy, Mary J. Blige elogiou o gênero e as novas gerações de artistas.

As perguntas feitas por Sean “Diddy” Combs nas redes sociais provocaram várias conversas sobre o estado atual do R&B. O gênero está sob grandes conversas há anos, já que alguns argumentam que a influência do R&B na cultura popular diminuiu severamente desde seu reinado décadas atrás. A nova geração mudou sonoramente muito do que o mundo classifica como R&B nos dias de hoje, e Diddy recentemente fez a pergunta: “Quem matou o R&B?”, antes de voltar a questionar a seus seguidores como eles definiram o gênero.

Ele levou o debate para o Instagram com a sua boa amiga Mary J. Blige. “Você não pode matar algo que está em nosso DNA”, disse Blige. “Vai continuar passando de geração em geração. Eles estavam tentando matá-lo”. “Antes de dizer o que vou dizer, deixe-me falar isso: quero agradecer a todas as estações de rádio do país que estão tocando R&B e sinceramente apoiem elas”, continuou a cantora.

Capa Mary J Blige
Foto: reprodução

“Mas, você sabe, muitas das estações de rádio acabaram com o R&B, pela mesma coisa que Tank estava dizendo, temos que nos manter vivos como cantores de R&B”. Ela então nomeou a si mesma e a vários de seus colegas como Chaka Khan, Etta James, Sam Cooke, Aretha Franklin, Jazmine Sullivan e SWV, afirmando mais uma vez que os talentos desses artistas, e aqueles como eles, não podem ser “matados”.

Mary J. Blige também encorajou as pessoas a não reclamarem das estações de rádio e sua falta de apoio ao R&B, porque ela considerou isso um comportamento que também contribui para o fim do gênero. “Seja um pastor para o R&B”, acrescentou ela. “Eles querem chamar de ‘Música Popular’ com Adele e Justin Timberlake, então agora é ‘Música Popular'”.

Confira abaixo a postagem no Instagram: