Plataforma recebe críticas e remove documentário “Show no inferno” sobre tragédia em festival de Travis Scott

Capa Travis Scott

Foto: reprodução

Documentário da tragédia do festival Astroword de Travis Scott não foi bem recebido pelo público.

Um documentário sobre a tragédia no festvial de Travis Scott foi removido do Hulu, depois que a plataforma enfrentou uma grande quantidade de críticas significativas na mídia social. “Astroworld: Concert From Hell” foi um documentário especial de 50 minutos cobrindo os acontecimentos do festival Astroworld deste ano, o evento dirigido por Travis Scott que deixou 10 mortos e centenas de feridos após uma confusão na multidão, que queria se apróximar do palco.

Alguns questionaram o momento do lançamento do documentário. Um usuário do Twitter escreveu: “Hulu fazendo um documentário sobre Astroworld é de péssimo gosto… Grandes documentários são feitos quando todos os fatos são apresentados. Não passou tempo suficiente para discutir isso completamente”.

Foto: reprodução

Em uma declaração à Variety, o Hulu afirmou que não havia produzido o documentário. “Este foi um documentário da ABC13 / KTRK-TV em Houston que foi ao ar originalmente em 20 de novembro. Este não era um documentário do Hulu e, desde então, foi removido para evitar confusão” disse um comunicado. Inúmeros processos relacionados à tragédia foram iniciados, incluindo um processo de $ 750 milhões visando Travis Scott, Drake e a Live Nation. A ação, movida pelo advogado Tony Buzbee de Houston, é a primeira de outras que alegam que Travis e os organizadores do show, negligenciaram em não planejar adequadamente o show, treinar o pessoal de segurança e hospedar um evento seguro.

Entre os demandantes está a família de Axel Acosta, um jovem de 21 anos que foi pisoteado por uma “multidão incitada, indisciplinada e descontrolada com tanta força que ele não conseguia mais respirar”. Quanto aos impressionantes US $ 750 milhões, o processo afirma que é para cobrir lesões físicas e mentais, bem como perdas de vida. Buzbee diz: “Nenhuma quantia de dinheiro jamais tornará esses Requerentes inteiros; nenhuma quantia de dinheiro pode restaurar vidas humanas. Mas, os danos buscados neste caso tentam consertar, ajudar ou compensar os danos e perdas sofridos por esses Requerentes — nada mais e nada menos”.

Sair da versão mobile