Por dentro do Festival ‘Sons da Rua’ com shows de Mano Brown, Djonga, Emicida e mais

+ ACESSADAS

Adidas Yeezy Boost 700 “Magnet” é anunciado para setembro

Uma vibração Wave Runner estará no próximo "Magnet" Yeezy Boost 700. Kanye West e Adidas têm uma infinidade de novas...

Rihanna parece ter desaprovado parceria de JAY-Z com a NFL

Rihanna pode ser uma artista da Roc Nation, mas ela não está gostando da ultima atitude de JAY-Z. O movimento...

Young Thug confirma que tem projeto colaborativo com Juice WRLD a caminho

Meses depois que Juice Wrld disse que ele e Young Thug tinham um projeto conjunto em andamento, o próprio...

No último sábado, dia 03 de novembro, importantes nomes do rap nacional se reuniram na terceira edição do Festival Sons da Rua, em São Paulo. Os rappers Djonga, Emicida, Rincon Sapiência, Mano Brown e Alt Niss passaram pelo palco da Arena Corinthians com maestria e elegância.

A iD Prod, núcleo criativo de SP, fez a cobertura do evento cujo a proposta foi fazer inclusão de toda cultura, desde a velha escolha até grupos que estão começando, de Thaíde (embaixador do festival) até Família ZL (estreando no festival) o que é muito importante para que o momento continue vivo.

- Advertisement -

Por condições climáticas o show Rincon Sapiência foi interrompido, o vento forte levou lonas, estruturas de tendas, divisórias e quase levou os leds do palco. Mesmo a produção tomando os cuidados de segurança necessários, a ventania foi surpreendente para todos.  Devido o ocorrido Mano Bown e Emicida tiveram seus shows transferidos para um palco alternativo com uma estrutura bem menor, onde ocorreram batalhas de freestyle.

O show continuou horas depois e Emicida passou a visão da necessidade de empreender dentro da cena: “Um dia a gente foi pra África e a gente sonhava e ir pra África. Chegando lá, encontramos o auditório lotado, desse jeito, e uma pessoa falou pra nóiz – a gente tá correndo por nóiz porque a Laboratório Fantasma nos inspirou – isso precisa acontecer mais!” e completou: “Hoje estou usando uma corrente foda, ela fez a gente se sentir importante, fez a gente se sentir digno, fez a gente achar que merecíamos os olhares, a gente luta a vida toda e no final a gente conclui que a coisa mais importante nessa porra é nóiz” e deu sua corrente para alguém do público afirmando que não precisa dela para se sentir importante.

Sons da Rua, mesmo com adversidades foi uma reunião de tribos, ritmos, estilos e gostos, a Kahmi registrou tudo, você pode ver as fotos abaixo:

 

 




[Total: 0    Média: 0/5]

- Advertisement -
- Advertisement -
- Advertisement -

Últimas Notícias

Ex-segurança de Cardi B é preso por tráfico de drogas

O homem foi preso por vender US$ 12 mil em crack. Parece que um dos "muscle cars" de Cardi B...

Tênis Nike Air Max 90 “Viotech” ganha novas imagens

O Air Max 90 "Viotech" estará disponível ainda em agosto. O colorido Nike Air Max 90 "Viotech" está a caminho de ser lançado em 29...

Filme “Breaking Bad” será lançado neste ano na Netflix; Confira o trailer!

Longa ganhou titulo oficial, trailer e sinopse. O filme de Breaking Bad ganhou título, sinopse e data de estreia na Netflix e um teaser. O...

Obama divulga sua playslist de verão com Drake, Rihanna, Beyoncé, JAY-Z, Lizzo e mais

Bem legal, mas cadê o Gunna? É aquela época do ano em que Barack Obama demonstra seu gosto pela arte. Embora originalmente fosse uma tradição...

Quavo está “traficando” sanduíches do Popeye’s por US$ 1 mil cada

Quavo sabe como ganhar dinheiro. A resposta de Quavo às crescentes hostilidades entre as redes de fast-food Popeye's e Chick-fil-A foi estocar seus produtos por...
- Advertisement -

More Articles Like This

- Advertisement -