Início Destaque Rapper ataca Bolsonaro e violência policial em clipe e tem vídeo removido...

Rapper ataca Bolsonaro e violência policial em clipe e tem vídeo removido pelo YouTube

57

FabuloZu lançou o clipe de “Favela in Fúria” no canal do Trilha Sonora do Guetto no Youtube e um dia depois o clipe foi removido.

O rapper paulistano FabuloZu teve seu novo videoclipe censurado em praticamente todas as redes sociais, o motivo teria sido uma suposta apologia ao crime. Poucas horas após lançar o visual de “Favela in Fúria” no canal do icônico grupo Trilha Sonora do Gueto no YouTube, o vídeo foi removido pela plataforma.

Na música, FabuloZu aborda temas interessantes para o movimento hip-hop e para a sociedade brasileira como um todo. Rimando sobre violência policial seletiva, opressão, assassinato em massa, o genocídio que acontece diariamente nas periferias do Brasil, a faixa ainda conta com um refrão que ataca o presidente Jair Bolsonaro. Porém, em nenhum momento o artista faz apologia ao crime ou à violência.

Após o lançamento da música e de seu clipe, o Instagram de FabuloZu recebeu uma enxurrada de comentários marcando diversos perfis de policiais pedindo para denunciarem o vídeo de “Favela in Fúria”, que no fundo crítica as atrocidades cometidas pela polícia e a atual gestão do governo Bolsonaro. O conteúdo da música e do clipe em geral, acabaram levantando uma onda de indignação por parte de policiais, simpatizantes da instituição e membros de movimentos de extrema direita, que acabaram conseguindo derrubar o clipe com suas denuncias ao YouTube.

“Favela in Fúria” de FabuloZu retrata a mais pura expressão artística sobre a realidade das periferias no Brasil. Portanto o conteúdo está protegido pela constituição brasileira nos termos da lei de liberdade de expressão. Por isso, fica aqui nosso repudio a remessão do clipe do YouTube.

O rapper FabuloZu falou sobre a situação no IGTV do Trilha Sonora do Guetto abaixo.