Snoop Dogg indica que seria morto por Suge Knight mas Master P salvou sua vida

Snoop Dogg foi o entrevistado da vez do Breakfast Club na quarta-feira para uma discussão que durou uma hora que viu o artista de ‘I Wanna Thank Me’ aprofundando a importância da quarentena, uma recente sessão de estúdio com o Dr. Dre e Kanye West e como o Master P salvou sua vida com um acordo com a No Limit. Mas quando ele diz ‘salvou sua vida’, ele fala isso de forma bastante literal.

“Você percebe que isso salvou minha vida?” Snoop disse cerca de 45 minutos da entrevista, quando perguntado sobre o contrato que ele fez com a gravadora “O Master P salvou minha vida. Eu lançaria um álbum chamado Fod*se Death Row e Mack 10 me daria um milhão de dólares para lançá-lo”. O rapper acrescentou que o disco teria sido lançado pela Hoo-Bangin ‘Records, que – como No Limit e outras entidades – estava sob a bandeira da Priority Records na época.

“Eu subia lá [para o escritório] para ver Mack 10 e, quando subia lá, teria que passar pelo ‘No Limit’ do Master P”, lembrou Snoop. “Passei um dia e Mystikal estava lá.” Os dois tiveram uma discussão que finalmente resultou em Snoop chegar ao estúdio para tocar uma música, quando o Master P – fundador do No Limit – perguntou a Snoop quanto ele queria ser pago por seu trabalho naquele dia. Nesse ponto de sua carreira, lembrou Snoop, ele não tinha muito dinheiro, então disse ao Master P “15”, assumindo que ele pagaria US $ 1500.

“Volto no dia seguinte, o Master P me enviou um cheque de US $ 35.000”, disse ele. “Então, eu sou como, oh, eu gosto do estilo desse idiota. Ele me ligou para o escritório dele e disse: ‘No que você está trabalhando?’ Eu disse: ‘Eu to com esse álbum chamado Fod*se Death Row”‘. Como Snoop se lembra, o Master P fechou a porta de seu escritório e desaconselhou Snoop a lançar esse projeto, dizendo a Snoop “você não vai viver para ver esse álbum.”

A partir daí, Master P fez um acordo que viu Snoop levando sua família para Nova Orleans, onde P lhe disse para escolher uma casa. Durante esse período, a casa atual de Snoop – assim como seus carros – ainda estavam no nome do co-fundador do Death Row, Suge Knight.

Olhando para trás, Snoop disse que os planos do álbum ‘Fod*se Death Row’ eram “estúpidos” e representavam “destruição em massa”. E ele é grato pela escolha do Master P em desaconselhar. “Graças a Deus pelo Master P”, disse ele.

Em outro momento da entrevista, Snoop creditou a mencionada sessão com West – que inspirou muitos a questionar Snoop devido a suas críticas anteriores às ações recentes de West – por sua lealdade a Dre. “Quando eu chego lá, West está lá”, explicou Snoop sobre a sessão, que ele diz que fazia parte da produção de Dre em um próximo projeto de West. “Ele está fazendo essa parada, está soando bem. Sua mente parece que está certo. Ele [estava] no espírito certo”.

Snoop também avaliou o impacto do Dr. Dre como produtor, apontando especialmente para sua capacidade de encontrar e aperfeiçoar repetidamente novos talentos. Como exemplo, ele apontou a carreira de anos de Eminem.

Sair da versão mobile