Vídeo de briga relacionada à morte de Tupac Shakur é revelado

Durante o indiciamento de Keef D, o juri mostrou imagens inéditas da noite em que Tupac foi assassinado.

O Departamento de Polícia Metropolitana de Las Vegas divulgou imagens inéditas relacionadas à investigação da morte do rapper Tupac Shakur, que ocorreu em 1996 e foi reaberta este ano. Vídeos de câmeras de segurança do hotel em que Tupac estava antes de sua morte e fotos do carro baleado foram apresentados ao júri durante o indiciamento de um suspeito.

Na última sexta-feira (29), Duane “Keefe D” Davis, de 60 anos, foi preso sob suspeita de envolvimento no assassinato. Ele foi formalmente acusado de homicídio após a decisão do júri na segunda-feira (02) e deve comparecer ao tribunal nesta quarta-feira (04). As autoridades acreditam que ele não foi o autor dos tiros que mataram o rapper, mas era o líder do grupo envolvido.

capa tupac
REPRODUÇÃO

Os vídeos mostram Tupac e Marion “Suge” Knight, fundador da Death Row Records, liderando um grupo que se envolveu em uma briga com Davis e seu sobrinho, Orlando “Baby Lane” Anderson, com quem Tupac já tinha uma desavença. A briga aconteceu na saída de uma luta de Mike Tyson em Las Vegas, em 7 de setembro de 1996.

Posteriormente, Tupac estava em um BMW com Knight quando o veículo foi alvejado por homens em um Cadillac, que parou ao lado deles. O rapper foi atingido várias vezes e morreu uma semana depois, aos 25 anos. Knight, que está cumprindo uma pena de 28 anos por homicídio culposo, afirmou na segunda-feira que não irá testemunhar contra Davis e que não acredita que ele e seu sobrinho sejam culpados.

No Estado de Nevada, uma pessoa pode ser acusada de um crime se ajudar a cometê-lo. Além disso, o júri decidiu adicionar uma acusação de atividade de gangue com agravante, o que pode resultar em uma pena de até 20 anos, se Davis for condenado.

Confira o vídeo a as novas imagens abaixo:

Botão Voltar ao topo